Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Objetivo é incentivar e capacitar micros e pequenas empresas locais a participarem das licitações da prefeitura e movimentar a economia

O município de Cambé deu início, na última quinta-feira (19), a um programa local de Compras Públicas. O lançamento foi realizado durante um seminário, que contou com a participação de servidores municipais, empresários e representantes do poder público. A iniciativa é do Comitê Gestor da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (MPE) de Cambé, em parceria com o Sebrae/PR, Prefeitura de Cambé e Associação Comercial e Empresarial de Cambé (Acic).

O consultor e gestor do projeto de Compras Públicas do Sebrae/PR, Sergio Ozorio, destacou que o acesso a mercado e às compras públicas é um capítulo muito importante da Lei Geral das MPEs, pois tem como principal objetivo dinamizar a economia local. A proposta é incentivar e capacitar as empresas da cidade para participar de licitações. “O dinheiro das compras públicas fica no próprio município, e as empresas, depois de aprenderem os processos, podem buscar recursos em certames de outras cidades também”, apontou.

O secretário municipal de Gestão Pública de Londrina, Fábio Cavazotti, contou aos participantes um pouco da experiência que a cidade adquiriu com o Compra Londrina. Para ele, o primeiro desafio foi despertar nas empresas o interesse em fornecer produtos e serviços para o município. “O programa tem que oferecer ao empresário a segurança de que ele está entrando em um processo sério”, afirmou.

Segundo ele, para dar resultado, o trabalho precisa ser conduzido por um grupo gestor coeso e representativo; ter marcos legais, como um decreto municipal, por exemplo; oferecer capacitações; e fazer muita divulgação. Para garantir o acesso das micros e pequenas empresas locais, é importante não só criar canais para comunicá-las dos editais, mas também ter um calendário anual de compras. “Assim, o empresário tem tempo para se preparar”, apontou.

Cavazotti destacou que, no início do Compra Londrina, apenas 15% dos fornecedores da Prefeitura eram locais. Neste ano, o número subiu para 45%. E ele lembrou que as prefeituras não são as únicas a fazer compras públicas. Só em Londrina, há 63 órgãos que, mensalmente, licitam produtos e serviços e podem representar um grande mercado para as empresas.

A empresária cambeense Vanessa Gatti, que administra um depósito de materiais de construção, disse que a empresa já participa de licitações há pelo menos 15 anos e elogiou a iniciativa da cidade. Para ela, a principal dificuldade hoje é estabelecer um canal de comunicação com os órgãos públicos após as licitações. Barreira que deve ser quebrada com o programa, que pretende promover rodadas de fornecedores e chamar os empresários para conversar.

O prefeito de Cambé, José do Carmo Garcia, disse aos empreendedores que muita coisa mudou nas compras públicas nos últimos anos. “Se há algum tempo, vocês ouviam dizer que vender para a Prefeitura era fria, que ela não pagava em dia, hoje é diferente. Quando fazemos o empenho, é porque o pagamento está garantido”, tranquilizou. Ele agradeceu o apoio dos parceiros na iniciativa e destacou a importância do Sebrae/PR para o programa. “Traz credibilidade para o processo”, afirmou.

O presidente da Acic, Pedro Mazei, lembrou que, até pouco tempo atrás, as compras públicas eram algo muito distante para as MPEs. Mas, graças ao trabalho do Comitê Gestor, a realidade hoje é diferente e existem mecanismos que favorecem a participação delas nos processos licitatórios. O dinheiro investido pela cidade nas compras públicas é alto e é importante que ele permaneça na cidade. “Queremos que Cambé se desenvolva com o que temos em mãos”, completou.

Sebrae/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.