Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O município de Cambé teve uma queda no número de mães doadoras de leite durante a pandemia, se comparado aos últimos anos. Nesta quarta-feira, dia 19 de maio, é celebrado o Dia Mundial da Doação de Leite Humano e, nesse momento, Cambé tem cerca de 20 mães cadastradas, a média dos últimos anos era de 28 doadoras mensais. Segundo informações da Unidade de Lactação (Unilac) de Cambé, nos quatros primeiros meses deste ano foram recolhidos apenas 116 litros de leite humano, o mínimo deveria ser de pelo menos 220 litros. Ainda segundo a Unilac, todo o ano é feita alguma ação de incentivo à doação de leite, como a distribuição de panfletos, mas por conta da pandemia as ações deste ano vão acontecer por meio das redes sociais.

Segundo Camila Ravagnani Bueno, enfermeira técnica da Unilac de Cambé, essa diminuição no número de doadoras é por conta da Covid-19. “Muitas mães se contaminaram durante a gestação ou mesmo depois, o que as impedem de doar o excesso de leite”, explica. Segundo Bueno, o slogan da campanha de 2021 é “A pandemia trouxe mudanças, a sua doação traz esperança”. “O intuito é falar dos tempos difíceis em que vivemos e das mudanças nos atendimentos e nos protocolos”, pontua.

Ainda segundo a enfermeira, ao passo que o número de doadoras diminuiu o número de bebês prematuros – que precisam de leite humano – vem aumentando também por conta da pandemia. “O leite humano é o único alimento completo para o bebê e que traz anticorpos essenciais para a criança, o leite sintético – fórmula – não consegue suprir essa demanda. Para os bebês que estão em UTI, por exemplo, é ainda mais essencial, pois já estão enfrentando algum problema de saúde e fornecer esse leite, que tem uma imunidade a mais, é fundamental”, esclarece Bueno.

Camila Ravagnani Bueno ainda ressalta que a Unilac é responsável por fazer o cadastro das mães interessadas em fazer a doação do leite. “Para fazer a doação, essas mulheres só precisam entrar em contato conosco. A partir disso, nós vamos até a casa dela e explicamos todos os procedimentos e como deve ser feita a coleta e depois de alguns dias passamos para retirar os potes com o leite e deixar outros”, explica. Ela ainda ressalta que a Unilac também faz o acompanhamento de mulheres que têm dificuldade para amamentar o bebê.

 “Para ser doadora, é necessário que a mãe esteja amamentando e que tenha leite em excesso, mesmo que em pouca quantidade. Muitas mulheres têm que ordenhar para tirar todo o leite e acabam jogando fora, mas é esse leite que deve ser doado”, explica. Além disso, a mãe e o bebê precisam estar saudáveis e apresentar a carteirinha com os exames neonatais indicando uma boa saúde e sem doenças infecto contagiosas durante o período.

Segundo Bueno, depois da coleta do leite, a Unilac faz a primeira análise da substância e encaminha ao Hospital Universitário de Londrina, que é o banco de leite da região. “No HU, esse leite é pasteurizado e distribuído para os hospitais da região, mas a grande maioria fica na própria instituição, pois conta com o maior número de bebês prematuros", pontua. Ela ainda esclarece que o leite humano tem validade de 24 horas na geladeira e de 15 dias congelado.

Em caso de dúvidas, aconselhamentos e para fazer o cadastro de doação de leite, o telefone para contato da Unilac Cambé é o 3174-0235 e o WhatsApp é o 3174-0325.

Sessão fotográfica

Neste ano, uma sessão fotográfica foi feita com algumas das mães que são acompanhadas pela Unilac. Ao todo, 23 mães foram fotografadas junto aos filhos. "Essas fotos vieram para valorizar as mães e os bebês. Nos outros anos fizemos outros tipos de ações, mas por conta da pandemia não foi possível em 2021", ressalta Camila Ravagnani Bueno.

“Estes registros são importantes para a história da família, para que essas crianças possam ver depois este momento de amor entre elas e as mães e também podem servir de motivação para que outras mães se tornem futuras doadoras e ajudem nesta corrente”, afirmou a fotógrafa Gisele Cabrera, autora do ensaio fotográfico. As fotografias estão sendo publicadas no Instagram da Unilac Cambé, disponíveis em: instagram.com/unilac_cambe/.

NCPMC

Clique nas fotos para ampliar

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios