Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Prefeitura de Cambé, por meio da Secretaria de Saúde, está realizando mutirões de limpeza contra a dengue nos bairros com maior incidência do mosquito na cidade. A ação deste sábado abrangeu dois bairros (Cristal e Vila Guarani) e recolheu aproximadamente 12 toneladas de lixo, dentre objetos que possam acumular água e móveis velhos. Segundo Anderson Marquini, responsável Departamento de Vigilância em Saúde Coletiva da Secretaria de Saúde, foram utilizados caminhões da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente e da Companhia de Desenvolvimento de Cambé (Comdec) para recolher os materiais, resultando em 10 cargas de lixo.

 Marquini explica que a ação acontece em um período propício para a proliferação do Aedes aegypt, mosquito transmissor da dengue. De acordo com os dados disponibilizados pelo LIRAa, entre os dias 18 e 23 de outubro, a cidade de Cambé apresentou um Índice Predial de 1%. A porcentagem indica que, estatisticamente, 6.282 imóveis possam ter criadouros ativos do mosquito da dengue. De acordo com o manual divulgado pelo Ministério da Saúde, o índice da cidade de Cambé está classificado como de médio risco ou como sinal de alerta. “Esses meses mais quentes e com maior quantidade de chuvas obrigam à população a ficar alerta com possíveis focos do mosquito”, explica Marquini.

Neste primeiro mutirão, cerca de 14.700 pessoas e 9 mil imóveis foram alcançados e, segundo Marquini, a quantidade de materiais recolhidos está dentro da média esperada, sendo destinados ao aterro sanitário. Os mutirões vão continuar aos sábados, na seguinte ordem: no dia 27 de novembro no Jardim Ana Rosa e Cambé IV; no dia 04 de dezembro na região central e no Cambé II; no dia 11 de dezembro no Novo Bandeirantes e nas proximidades do 24 Horas; e no dia 18 de dezembro nas vias do Jardim Santo Amaro, Jardim Silvino e Jardim São Paulo.

O mutirão vai percorrer as vias dos bairros das 7h30 às 14h recolhendo objetos que possam acumular água, como vasos, tanques, pneus, latões, galões, móveis velhos. A Secretaria de Saúde frisa que as pessoas devem deixar esses materiais nas calçadas antes do horário, preferencialmente na sexta-feira à noite.

NCPMC

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.