Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Percentual de infestação caiu mais da metade, mas município já estuda ações como mutirão de limpeza em toda a cidade

Embora o inverno já tenha começado, a Prefeitura de Tamarana segue vigilante para continuar a reduzir a incidência do Aedes aegypti no município. Representantes de quatro secretarias (Saúde, Educação, Meio Ambiente e Obras) se reuniram na terça-feira (20) para, entre outros temas relativos ao combate de endemias, também delinear as ações que serão executadas em conjunto pela administração municipal para reforçar o combate ao mosquito transmissor da dengue, febre amarela, zika e chikungunya.

O índice de infestação de larvas do Aedes em Tamarana, que era de 8,3% em janeiro, caiu mais da metade: no último levantamento, no fim de abril, o número já estava em 3%. Esse dado, porém, significa que a cidade ainda se encontra em médio risco de infestação. Desde o começo do ano, o município teve 39 casos suspeitos de dengue, mas nenhum deles foi confirmado.

Ao mesmo tempo, já há novas medidas que a prefeitura estuda tomar para ampliar o trabalho de eliminação dos focos. Uma delas é um mutirão de limpeza em todos os bairros de Tamarana. O coordenador municipal de Combate a Endemias, Guilherme Garcia, lembrou que a comunidade precisa seguir engajada nessa causa. "Estamos em uma época mais fria e não há tantos problemas com mosquitos, mas as pessoas precisam continuar limpando suas casas para não deixar água acumulada. O ovo do Aedes continua lá. É só vir um pouco de calor que o ovo vai eclodir".

Os agentes de endemias, ressaltou Garcia, trabalham intensamente durante todo o ano. No entanto, para que a atuação dos profissionais tenha melhores resultados, os moradores devem fazer sua parte. "Os agentes de endemias continuam com o ciclo de visitas nos imóveis. Pedimos o apoio da população para que recebam bem os agentes e sigam suas orientações", afirmou ele.

De acordo com o coordenador, a ajuda de cada um é fundamental para que todos se livrem do problema. "Não é porque o tempo está frio agora que a gente tem que relaxar. Devem ser tomados os mesmos cuidados que a gente pede para se tomar no verão. Se cada um cuidar da sua residência, o município todo sai ganhando". O setor de Endemias ainda fará dois levantamentos em 2017 para identificar o nível de incidência do mosquito em Tamarana.

Asimp/PMT

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL