Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Investimento inclui um novo parque, ampliação da estação de tratamento de esgoto e ainda um convênio com a Santa Casa de Arapongas para a construção de um pronto-socorro e de UTI neonatal.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior confirmou ontem (13) a liberação de R$ 57,6 milhões para execução de obras estruturantes em Arapongas, na Região Norte. As ações contemplam a construção de um parque urbano, ampliação da estação de tratamento de esgoto, urbanização de ruas e a reforma e ampliação de um centro nutricional. No mesmo evento, foram anunciadas 1.479 novas casas populares e um condomínio do idoso.

Além disso, o Governo do Estado formalizou convênio com a Santa Casa para a construção de um novo pronto-socorro no município. “É um trabalho em conjunto. Um time unido que contribui para o desenvolvimento de Arapongas e do Paraná. E Arapongas crescendo puxa as cidades menores que estão próximas, impactando em toda a região”, destacou Ratinho Junior.

A maior parte dos recursos se dará por meio da Sanepar. A companhia de saneamento vai destinar R$ 51,5 milhões para ampliar a Estação de Tratamento de Esgoto Campinho. A capacidade de tratamento vai passar dos atuais 60 litros por segundo para 115 litros por segundo. Obra que se soma a outras intervenções em andamento na cidade, no valor de R$ 80 milhões, destinadas à universalização do saneamento básico.

“Saneamento básico é o mínimo que o Estado pode dar à população. E aqui no Paraná temos indicadores que estão entre os melhores do País. Isso é qualidade de vida, saúde. Vamos avançar cada vez mais”, afirmou o governador.

O governador confirmou, também, a construção do Parque de Arapongas. Com área de 76.593,14 metros quadrados, o espaço será localizado no Lago dos Pássaros, um dos cartões-postais da cidade. O investimento da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo será de R$ 2,5 milhões. “Ao instalar um parque como esse melhoramos todo o entorno. É o meio ambiente aliado ao lazer”, disse Ratinho Junior.

O parque vai contar com três lagos represados, que devem abrigar peixes, patos e tartarugas; trilhas para caminhada; e espaços destinados ao lazer, com equipamentos e mobiliários de recreação, como a academia ao ar livre e um playground. O projeto contempla, ainda, a reforma da antiga Usina do Conhecimento, que passará a abrigar a Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

“É uma obra símbolo do município de Arapongas. São áreas de convivência para as famílias e que permitem a conservação do solo e da água e a preservação do meio ambiente”, disse o secretário de Estado do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes. “O Paraná tem atualmente o maior programa de construção de parques urbanos do País, são mais de 45 como esse que Arapongas vai receber”.

Governo libera R$ 57,6 milhões para Arapongas. Foto: Jonathan Campos/AEN

Desenvolvimento urbano

O pacote inclui outras intervenções urbanas. Uma delas é a ampliação e reforma do Centro de Referência Alimentar e Nutricional de Arapongas (Cerena), estimada em R$ 349.566,24. Também foram autorizados os recursos para a requalificação das ruas Patativa (R$ 500 mil) e Guaratinga (R$ 1,3 milhão). O investimento é da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas.

“Há em andamento uma parceria intensa entre Estado e município, que permitiu à Arapongas se transformar em um grande canteiro de obras. Ações que transformam a vida das pessoas”, disse o secretário do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, João Carlos Ortega.

“São investimentos que mudam a cara da cidade, muitos deles em parceria com o Governo do Estado. Estradas, hospitais e parques que ficam para a população”, destacou o prefeito de Arapongas, Sérgio Onofre.

Saúde

A Secretaria de Estado da Saúde firmou um novo convênio com a Santa Casa de Arapongas. O acordo prevê investimento de R$ 1,5 milhão na construção de um novo pronto-socorro e de nova UTI neonatal no hospital – o serviço será oferecido pela primeira vez na cidade.

O complexo médico vai passar dos atuais 101 leitos gerais para cerca de 140 com a readequação. “Esse reforço na saúde será muito importante para a cidade. São mais de três anos de espera. Sem contar que passaremos a ter uma UTI neonatal, o que ainda não existe na cidade”, disse o provedor da Santa Casa de Arapongas, Leonardo Daleffe.

Presenças

Participaram do evento os secretários Norberto Ortigara (Agricultura e do Abastecimento) e Beto Preto (Saúde); o diretor-presidente da Cohapar, Jorge Lange; os deputados federais Luíza Canziani, Filipe Barros e Pedro Lupion; os deputados estaduais Tiago Amaral e Cobra Repórter; o presidente da Câmara Municipal de Arapongas, Rubens Franzin Manoel; o diretor de Relações Institucionais da Pacaembu Construtora, Fred Escobar; o diretor de Negócios da Pacaembu, Fernando Almeida; além de prefeitos da região.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios