Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O município de Assaí pretende fomentar a economia local, com geração de emprego e renda, a partir de incentivos aos pequenos negócios.

É o que defendeu o secretário municipal de Trabalho e Geração de Emprego, Sérgio Munhoz, durante reunião para tratar do programa “Cidade Empreendedora“, uma iniciativa conduzida pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).

Na ocasião, o consultor regional do Sebrae, Diego Shiinoki, de Londrina, também lembrou exemplos de cidades que se desenvolveram por meio de incentivos a empresas locais para que participassem de licitações feitas por prefeituras de seus respectivos municípios.

O encontro da manhã desta sexta-feira (19) serviu para dar os primeiros passos em direção à adoção por Assaí do programa “Cidade Empreendedora”. Além de indicar a servidora pública municipal Céria Hashimoto como Agente de Desenvolvimento, o grupo também estabeleceu o cronograma de reuniões quinzenais, às terças-feiras, às 8h30, nas primeiras e terceiras semanas de cada mês.

A parceria entre prefeitura e Sebrae pretende ainda levar a iniciativa “Educação Empreendedora” para a rede municipal de ensino, abordando, entre outros, cáculo de riscos, controle de dinheiro, o que é uma empresa. Todo o material utilizado nas escolas será repassado gratuitamente pelo Sebrae.

Comitê Gestor também irá analisar a Lei Geral das Micro e Pequenas Enpresas do município de Assaí, com as devidas autualizações.

O secretário Sérgio Munhoz ainda destacou o potencial da “Feirinha da Lua”, realizada às sextas-feiras, em gerar emprego e renda e ainda fomentar o turismo local, por ser espaço de comercialização de produtos da cozinha oriental. Ele também chamou a atenção para a tradicional indústria de macarrão que tem sido utilizada pela culinária japonesa em vários lugares do país.

Ocorrido no auditório da Secretaria Municipal de Assistência Social, o encontro desta sexta-feira objetivou também sensibilizar a comunidade assaiense para a necessidade de fortalecimento do Micro Empreendedor Individual (MEI) e Micro Empresa. Em parceria entre Sebrae e Comitê Gestor, a meta é fornecer aos pequenos negócios consultoria adequada, orientações e mesmo buscar algum aporte financeiro, por meio de incentivos do poder público e tradicionais instituições de crédito.

Para o vereador Antônio Menegildo Gavião Manoel (PMDB), na geração de emprego e renda, o município deve desburocratizar seus procedimentos, facilitando a vida de quem procura pelo poder público em busca de cessão de algum barracão industrial, por exempo.

ASCOM/PMA

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios