Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O município de Assaí pretende gerar emprego e renda principalmente para a população dos bairros e produtores rurais, a partir da implantação de projeto voltado à Economia Solidária.

O tema constou de reunião desta segunda-feira (10), entre o prefeito Acácio Secci (PPS), secretariado municipal e o consultor Renato Munhoz, do Instituto Colmeia de Cidadania.

A proposta é organizar pequenos empreendedores, que tem negócios de fundo de quintal nos bairros, e ainda pequenos produtores rurais, para que possam se organizar em associação. Eles passariam a ter também um espaço para comercialização de seus produtos, em uma feira semanal no Centro de Eventos Toyosaburo Ikeda, por exemplo.

Participaram da reunião o prefeito Acácio Secci (PPS), a vice-prefeita Inês Koguissi (PPS), os secretários municipais Cleiton Francisco Santos (Finanças), Roberto Rodrigues Lourenço (Assistência Social) e Rafael Amaral Ferreira (Cultura e Turismo), e ainda Diego Rodrigues Marques.

Empreendimentos de Economia Solidária

São as diversas formas concretas de manifestação da Economia Solidária, ou seja, grupos de pessoas que produzem e comercializam seus produtos com base nos princípios da Economia Solidária. O princípio geral da autogestão é que "todos os que trabalham são donos do empreendimento e todos os que são donos trabalham no empreendimento.”

ASCOM/PMA

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios