Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A cidade terá quatro mil novos postos de trabalho; diversos projetos de infraestrutura vão modernizar o município e beneficiar as empresas

O ano de 2020 tinha tudo para ser um dos melhores da história de Rolândia. A Prefeitura fechou com superávit financeiro de mais de R$ 8 milhões depois de muito tempo, fruto da austeridade da gestão e tinha grandes metas para a temporada. E isso sem aumentar impostos. A Prefeitura tinha em caixa mais de R$ 13 milhões no final de 2019.

O bom momento administrativo se confirmou no primeiro trimestre, com um incremento de arrecadação de pouco mais de cinco milhões de reais. Mas aí veio a pandemia e o cenário mudou. Arrecadação caiu, alguns planos foram mudados, contudo, na parte empresarial, o município tem um horizonte próspero.

Com modernas leis e apoio do poder público, Rolândia caminha rumo ao progresso com segurança e otimismo, gerando emprego e renda para milhares de famílias. Em junho, a Agência do Trabalhador/Sine foi a quinta unidade do estado que mais intermediou mão de obra. E para o futuro próximo, com empresários que acreditam e investem na cidade, o município vibra com a ampliação da atuação de empresas e a chegada de outras. Também devido a credibilidade e a confiança que os empresários tem na Administração Municipal.

Assim, Rolândia terá o aumento na oferta de vagas de trabalho em quase quatro mil postos até 2021 e mais de cem milhões de reais em investimentos. Esses dados serão demonstrados ao longo dos dias, com o detalhamento dos investimentos das empresas que vão ampliar a produção e daquelas que vão se instalar.

Segundo o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ernesto Nogueira, o resultado é fruto do trabalho da Prefeitura, que procura facilitar a vida dos empresários, que geram emprego e renda. “A Administração está empenhada em promover a infraestrutura necessária para a valorização e a expansão das empresas já existentes e construindo as condições para a atração de novos investimentos”, informa.

Além de prover infraestrutura, que impulsiona as empresas e indústrias para que produzam e contratem mais, Ernesto Nogueira explica que a assessoria do Poder Público em agilizar a burocracia é um diferencial competitivo que Rolândia hoje tem para angariar novos investimentos. Para isso, a cidade tem diversos projetos estruturantes que vão melhorar o deslocamento e a mobilidade urbana.

“Temos diversos projetos que vão beneficiar as empresas atuais e as futuras, como a contrução da rotatória nas proximidades da JBS e Eurofral, para melhorar a vida das unidades instaladas no Contorno Sul. O projeto já está no DER. Além disso, estamos em elaboração do projeto de extensão da Avenida dos Expedicionários até o Contorno Sul, unificando os acessos da cidade”, detalha.

O trabalho para a viabilização é conjunto entre as Secretarias de Desenvolvimento Econômico e a de Planejamento. E o trabalho não se resume a parte técnica. Ernesto Nogueira reconhece que “vamos precisar de força política junto ao Governo do Estado para atender as demandas e desenvolver Rolândia”.

Outros projetos estruturantes para o desenvolvimento que Rolândia já tem em elaboração:

- Interligação viária eixo Centro- Jardim Perazolo

- Interligação viária eixo Centro-San Fernando

- Interligação viária eixo PR-170 – com o prolongamento da Avenida Júlio Braz Damasceno – Avenida Augusto Vieira Zagabria

- Prolongamento da Avenida Erich Koch Weser – trecho entre a Rua Martin Friedrich Mewes e a Avenida Presidente Getúlio Vargas (BR-369)

- Prolongamento viário eixo Centro-Contorno Sul (PR-986) através do prolongamento da Avenida dos Expedicionários.

NCPMR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.