Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Em 2014, ano em que completou seis décadas de existência, a Copel investiu mais de R$ 2 bilhões em geração, transmissão, e distribuição de energia e telecomunicações. Presente em 10 estados do Brasil, a empresa ampliou o parque de usinas, investiu em matrizes renováveis, construiu novas linhas de transmissão e foi eleita a melhor distribuidora de energia da América Latina. A Companhia ainda levou internet ultrarrápida a 47 municípios e lançou o Paraná Conectado, programa de inclusão digital.

Somente na distribuição de energia, foram mais de R$ 800 milhões aplicados na ampliação e modernização da rede elétrica. O destaque foram as obras de construção e reforma de subestações e modernização da rede elétrica para a Copa do Mundo – somando R$ 300 milhões de investimentos – que garantiram fornecimento de energia e evitaram qualquer interrupção que afetasse o evento.

Em reconhecimento pela qualidade do serviço prestado, a Copel recebeu os prêmios de melhor distribuidora da América Latina, pelo Cier (principal entidade do setor no continente), melhor distribuidora do Brasil na avaliação do cliente pela Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia (Abradee) e melhor empresa entre as grandes distribuidoras, em prêmio concedida pela Aneel – Agência Nacional de Energia Elétrica.

Novas usinas

Na área de geração e transmissão de energia, a Copel investiu R$ 612 milhões na construção e ampliação de usinas e linhas de transmissão espalhadas em todo país. Foram aplicados R$ 399 milhões somente na construção das usinas hidrelétricas Colíder, no Mato Grosso, e Baixo Iguaçu, no Oeste do Paraná.

A Companhia aplicou ainda cerca de R$ 213 milhões em outras obras que incluem o início da modernização da Usina Termelétrica de Figueira, na região Central do Estado, e a ampliação e construção de novas instalações. O valor contempla ainda obras concluídas e iniciadas em 2014 em todas as regiões do Paraná e, também, em São Paulo, onde a Companhia inaugurou a subestação Cerquilho III.

Internet Para Todos

Em telecomunicações, a Copel expandiu o atendimento a clientes residenciais e corporativos, oferecendo serviços específicos para o varejo em 47 cidades do Paraná. Ao final de 2014, a Copel Telecom atende 21 mil clientes, um aumento de 183% em relação aos 7,4 mil clientes registrados no mesmo período do ano passado. O ano também foi marcado pelo lançamento do programa Paraná Conectado, que oferece internet com velocidade de 1 Mbps (megabits por segundo) a preços populares.

Em 2015, a Copel Telecom pretende investir R$ 107,7 milhões em infraestrutura para novas redes de fibra óptica e ativação de novos clientes. A subsidiária pretende lançar internet fixa residencial em mais 30 municípios do Paraná.

Energias Renováveis

Em setembro de 2014, a Copel liderou a criação da Paraná Gás, sociedade que atuará em atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural convencional em blocos da Bacia do Paraná, na região Central do Estado. A nova empresa marca a entrada efetiva da Copel no mercado de prospecção de gás natural.

Na matriz eólica, a Companhia alcançou 526,1 megawatts (MW) de projetos eólicos em construção e cerca de 500 MW de projetos em carteira, somando hoje 32 centrais eólicas em cinco grandes complexos no Rio Grande do Norte. Ao todo, a participação em novos negócios soma quase R$ 400 milhões de investimentos em 2014.

Investimento recorde

Desde janeiro de 2011, após a posse do governador Beto Richa e da nova diretoria da Copel, novos rumos estratégicos foram traçados para a empresa. Ao final de 2014, serão mais de R$ 8 bilhões aplicados em todas as áreas de atuação.

Somente para 2015, a Copel projeta investir R$ 2,47 bilhões nos segmentos de geração, transmissão e distribuição de energia, telecomunicações e exploração de gás natural. Para os próximos quatro anos (2015 a 2018), a previsão é de mais de R$ 10 bilhões.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios