Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, ofereceu denúncia na 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná contra o prefeito de Jataizinho, no Norte-Central do estado, dois servidores municipais e quatro empresários por subtração de dinheiro dos cofres do Município.

Investigações realizadas no âmbito da Operação Déjà Vu apuraram que, em abril de 2019, os denunciados uniram-se para desviar dinheiro público, usando notas fiscais “frias” emitidas pelos proprietários de uma empresa que acobertaram o pagamento pelo conserto de um veículo da prefeitura.

Conforme apurado pelo Gaeco, as peças do veículo foram adquiridas num ferro-velho, e o serviço foi executado por um mecânico contratado informalmente. O custo real do conserto foi de R$ 1.875,00, mas o Município pagou R$ 6.145,00. Quando o servidor chefe do setor de obras soube do problema no veículo, passou a combinar com o empresário o desvio para benefício de todos, tendo o prefeito tido conhecimento e consentido com a situação.

Ascom/MPPR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios