Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, ofereceu denúncia na 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná contra o prefeito de Jataizinho, no Norte-Central do estado, dois servidores municipais e quatro empresários por subtração de dinheiro dos cofres do Município.

Investigações realizadas no âmbito da Operação Déjà Vu apuraram que, em abril de 2019, os denunciados uniram-se para desviar dinheiro público, usando notas fiscais “frias” emitidas pelos proprietários de uma empresa que acobertaram o pagamento pelo conserto de um veículo da prefeitura.

Conforme apurado pelo Gaeco, as peças do veículo foram adquiridas num ferro-velho, e o serviço foi executado por um mecânico contratado informalmente. O custo real do conserto foi de R$ 1.875,00, mas o Município pagou R$ 6.145,00. Quando o servidor chefe do setor de obras soube do problema no veículo, passou a combinar com o empresário o desvio para benefício de todos, tendo o prefeito tido conhecimento e consentido com a situação.

Ascom/MPPR

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.