Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A juíza Claudia Catafesta, da Vara de Adolescentes em Conflito com a Lei da comarca de Londrina, esteve em Tamarana na última terça-feira (14) para apresentar a técnica da justiça restaurativa para representantes da rede de proteção à infância e à adolescência do município.

Ao longo dos últimos anos, a magistrada tem encabeçado diferentes iniciativas para implantar esse instrumento em Londrina, onde, desde 2016, através da lei municipal 12.467, já existe o Programa Municipal de Práticas Restaurativas nas Escolas Municipais.

A justiça restaurativa trata-se de uma técnica baseada em rodas de conversa mediadas por facilitadores para buscar a resolução pacífica e consensual de conflitos. A ferramenta pode ser utilizada tanto no âmbito de casos que tramitam no próprio Judiciário quanto em ambientes como escolas e empresas.

Participaram da reunião com a juíza a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e secretária de Educação, Cultura e Esportes do município, Maisa Nakata; a secretária de Assistência Social do município, Mariza Assumpção Jorge; o assistente social do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Carlos Eduardo Ramos, e o assessor de comunicação da prefeitura e membro do CMDCA, Lucas Marcondes Araújo.

A partir de agora, a proposta também será apresentada para os demais integrantes da rede de proteção à infância e à adolescência e do CMDCA. O objetivo da administração municipal é que, conjuntamente, sejam traçadas estratégias que possibilitem a realização de práticas da justiça restaurativa em Tamarana.

NCPMT

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.