Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) e a Secretaria da Fazenda (Sefa), coordenaram, nesta quinta-feira (8), a cerimônia de posse dos participantes do Conselho Estadual de Parques Tecnológicos (CEPARTEC), que tem como objetivo a elaboração de um plano estratégico de ciência, tecnologia e inovação, para implementar o Complexo Paranaense de Parques Tecnológicos. A reitora da UEL, Berenice Quinzani Jordão, um dos membros do Conselho, participou da solenidade realizada no Palácio Iguaçu.

O CEPARTEC, presidido pelo governador Beto Richa, terá a participação de secretarias de Estado, universidades, entidades representativas de classe e institutos de pesquisas com o objetivo de elaborar diretrizes e normativas voltadas para a formulação, implantação e acompanhamento do Complexo Paranaense de Parques Tecnológicos.

O secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, ressaltou a importância que o Conselho terá na implantação do Complexo Paranaense de Parques Tecnológicos. "Este novo desafio fortalece o Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação no Paraná e caracteriza-se como um avanço dos processos de cooperação entre o setor público, setor privado e as universidades", afirmou.

Entre as funções do Conselho estão as de mapear as iniciativas existentes nessa área, apontar segmentos prioritários, aprovar e acompanhar a implantação dos parques além de buscar fontes de recursos para os projetos.

O coordenador de Assuntos Econômicos da Secretaria da Fazenda, Francisco de Assis Inocêncio ressaltou que a intenção é estabelecer parques tecnológicos de quarta geração no Estado, capazes de agregar universidade, governo, institutos de pesquisa. "Uma das principais demandas das empresas que estão investindo no Estado é saber, por exemplo, as áreas onde estão as pesquisas e o desenvolvimento tecnológico no Estado. Além disso, mapear essas iniciativas vai evitar, por exemplo, duplicidade de projetos", destacou.

O Complexo de Parques Tecnológicos se caracteriza como um ambiente planejado que oferecerá serviços e infraestrutura, com o objetivo de estimular e fortalecer a competitividade, o desenvolvimento da inovação e aproximar universidades, centros de pesquisa e as empresas residentes, a fim de aumentar a competitividade empresarial.

Inspirado no modelo adotado por São Paulo, que já conta com 28 parques tecnológicos, o projeto do Paraná foi concebido em conjunto pelas secretarias estaduais de Ciência e Tecnologia e da Fazenda. Um dos objetivos é estimular a participação do pesquisador paranaense no desenvolvimento de pesquisa junto ao setor produtivo.

"O Paraná é um Estado inovador e temos condições de avançar ainda mais. Com a criação de um complexo que integre os parques tecnológicos conquistaremos mais avanços em pesquisas e consequentemente desenvolvimento para o estado do Paraná", afirmou o secretário João Carlos.

Agência UEL

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL