Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Objetivo é promover a melhoria da promoção à saúde e a prevenção das infecções sexualmente transmissíveis

A partir de amanhã (1), às 8 horas, terá início o II Fórum da Região de Londrina de Prevenção em Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST)/AIDS - 1ª Mostra de Experiência em IST/AIDS/Tuberculose/Hepatites Virais, no Sesc Londrina, localizado na Rua Fernando de Noronha, nº 264. Desde 1987 o dia 1º de dezembro marca o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, com o objetivo de despertar a consciência sobre a necessidade de se adotar medidas efetivas de prevenção de novas infecções pelo HIV, bem como reforçar a solidariedade e a compreensão para as pessoas que vivem com HIV/AIDS.

A abertura do Fórum contará com a presença do secretário municipal de Saúde, Gilberto Martin; da gerente do Programa Municipal de IST/Aids/Tuberculose/Hepatites Virais, Hilda de Cássia Baptistotti; diretora de Serviços Complementares de Saúde, Claudia Denise Garcia; diretora de Vigilância em Saúde, Maria de Fátima Tomimatsu; diretora da 17ª Regional de Saúde, Teresinha de Fátima Sanchez; coordenador do Programa Estadual de IST/Aids/Tuberculose/Hepatites Virais, Luiz Toshio Ueda; presidente do Conselho Municipal de Saúde, Eliel Santos, e a presidente da Comissão Municipal de IST/Aids, Lázara Regina de Rezende.

O destaque deste Fórum será a relação entre os interesses assistenciais, científicos, da política de saúde pública e do controle social relacionados às IST/Aids/Hepatites Virais/Tuberculose, voltados para a melhoria da promoção à saúde e a prevenção das doenças. A programação científica está dividida entre palestras com a participação de convidados do Departamento Nacional de IST/Aids, Serviços Especializados em IST/Aids/Hepatites Virais/Tuberculose, ONGs; apresentação de trabalhos em pôsteres/oral e apresentação e aprovação do Protocolo Municipal em IST/AIDS do município de Londrina. O protocolo é voltado para as ISTs, com ênfase na sífilis adquirida e sífilis congênita.

Dados - Segundo a gerente do Programa Municipal de IST/AIDS/Tuberculose/ Hepatites Virais, Hilda de Cássia Baptistotti, foram realizados, desde o início do ano até esta terça-feira (29), 1.991 testes rápidos de HIV, no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA)do Programa de IST/HIV/AIDs/Hepatites B e C e Tuberculose de Londrina. Destes, 94 foram positivos para HIV, sendo 86 masculinos e 8 femininos.

Em 2016, iniciaram tratamento no ambulatório de HIV/AIDS de Londrina, 271 pacientes com AIDS e foram realizados 163 PEPs sexual (sigla em inglês de profilaxia pós-exposição sexual), que é medida de prevenção que consiste no consumo de remédios até 72 horas após a relação sexual, indicada somente para situações excepcionais em que ocorrer falha, rompimento ou não uso da camisinha durante a relação sexual.

É indicada, ainda, em casos de violência sexual contra mulheres ou homens e o profissional de saúde avaliará o risco que o paciente teve na relação sexual e informará ao médico que indicará ou não a PEP sexual, baseado em critérios de avaliação de risco. A PEP pode ser realizada de segunda a sexta-feira, das 7 às 15 horas, no Centro Integrado de Doenças Infecciosas (CIDI), e aos finais de semana e feriados no Hospital da Zona Norte.

Teste rápido -  Segundo Hilda, o Teste Rápido para o HIV é um importante meio de contenção da epidemia. “O diagnóstico precoce proporciona um adequado tratamento e acompanhamento do paciente com melhor qualidade de vida. Por outro lado, o diagnóstico tardio pode levar a um quadro grave e evoluir para óbito precoce”, disse.

O teste pode ser feito nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e no CTA, pela população em geral, e também é realizado nas Maternidades do município de Londrina, para as gestantes, no intuito de prevenir a transmissão vertical do HIV. Hilda lembrou ainda que o principal meio de prevenção para não adquirir o HIV é o preservativo masculino ou feminino (camisinha) amplamente divulgado, com distribuição gratuita na rede de saúde.

PROGRAMAÇÃO DO FÓRUM

01/12 - Quinta

8 às 08h30 – Abertura

Programa Estadual de IST/ Aids/ Tuberculose/ Hepatites Virais – Luiz Toshio Ueda
17ª Regional de Saúde – Teresinha de Fátima Sanchez
Secretário de Saúde de Londrina – Gilberto Berguio Martin
Diretoria de Serviços Complementares de Saúde – Claudia Denise Garcia
Diretoria de Vigilância em Saúde – Maria de Fátima Akemi Iwakura Tomimatsu
Gerência do Programa Municipal de IST/ Aids/ Tuberculose/ Hepatites Virais – Hilda de Cássia Baptistotti
Comissão Municipal de IST/aids – Lázara Regina de Rezende

Conselho Municipal de IST/Aids- Eliel Santos

8h30 às 9h15 – Apresentação dos Dados Epidemiológicos de HIV/Aids, Hepatites Virais, Sífilis e Tuberculose do Estado do Paraná 
Luiz Toshio Ueda – Enfermeiro do Programa Regional de IST/ aids/ Tuberculose/ Hepatites Virais

9h15 às 9h45 – Apresentação dos Dados Epidemiológicos de HIV/Aids, Hepatites Virais, Sífilis e Tuberculose do município de Londrina
Lúcia Helena – Enfermeira da Epidemiologia do município de Londrina
Conversa aberta com a plateia, respondendo perguntas.

9h45 às 10 horas – Intervalo

10 às 11h30 – Políticas de Gênero e Ações às populações vulneráveis às IST/ Aids/ Hepatites Virais/ Tuberculose

11h30 às 12h00 - Conversa aberta com a plateia, respondendo perguntas.

- Secretaria da Mulher – Sueli Galhardi
- SEBEC UEL – Carla Pagnossin
- PUCPR – Evangelina Sanches Lima
- Consultório de Rua – Sônia YurikaImai 
- Penitenciária Estadual de Londrina I e II – Rosa MassaeSuwa

12 às 13h30 – Almoço

13h30 às 15 horas – Visita aos Pôsteres – Apresentação dos Trabalhos Selecionados nas áreas:

- Promoção e prevenção em HIV/Aids;
- Promoção e prevenção em Sífilis;
- Promoção e prevenção em Hepatites Virais;
- Promoção e prevenção em IST;
- Promoção e prevenção em Tuberculose;
- Vacina HPV;
- Gestantes.

15 às 15h20 – Intervalo

15h20 às 16h30 – Apresentação das ONGs e seus projetos
16h30 às 17h00 - Conversa aberta com a plateia, respondendo perguntas.

- ALIA – Paulo Wesley Faccio 
- Núcleo de Redução de Danos – Maria do Carmo Lichimia 
- Casa de Maria/ Recanto Amigo – Regina Célia Siqueira Almeida

17 horas – Encerramento

02/12 - Sexta

8às 9h30 – Avanços e Desafios nos 35 anos da Aids no Brasil.
Alexsana Sposito – Departamento do Programa Nacional de IST, Aids e Hepatites Virais

9h30 às 10 horas – Avaliação Externa de Qualidade para os Testes Rápidos para HIV e Sífilis. Entrega dos Certificados aos Profissionais Avaliados em 2016.
Edvilson Cristiano Lentine – Centro de Testagem e Aconselhamento

10 às 10h20 – Intervalo

10h20 às 11h30 – Política de Assistência às IST/ Aids/ Hepatites Virais/ Tuberculose 
11h30 às 12h00 - Conversa aberta com a plateia, respondendo perguntas.

- Ambulatório de Hepatites Virais do CISMEPAR – Marivalda Gil Sarzi 
- Ambulatório de HIV/Aids do AEHU (Hospital Universitário) – Argéria Maria Serraglio Narciso 
- Centro de Referência em IST/Aids/TB – Lázara Regina de Rezende  
- Programa Rosa Viva da Maternidade Municipal Lucila Ballalai – Ana Olympia Velloso Marcondes Dornellas 

12 às 13h30 – Almoço

13h30 às 15 horas – Estratégias para a prevenção às IST/ Aids com jovens.
Diego Callisto – Consultor de Juventudes do Departamento Nacional de IST, Aids e Hepatites Virais

15 às 15h20 – Intervalo

15h20 às 16h30 – Apresentação Oral dos Trabalhos Selecionados nas áreas: 
08 trabalhos selecionados

16h30 às 17horas - Conversa aberta com a plateia, respondendo perguntas.

- Promoção e prevenção em HIV/Aids; 
- Promoção e prevenção em Sífilis;
- Promoção e prevenção em Hepatites Virais;
- Promoção e prevenção em IST;
- Promoção e prevenção em Tuberculose;
- Vacina HPV;
- Gestantes.

17 horas - Encerramento

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios