Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Pelo incentivo ao aleitamento materno e qualidade no atendimento às mães e bebês, 21 hospitais e maternidades paranaenses finalizam 2014 fazendo parte da “Iniciativa Hospital Amigo da Criança”, título concedido pelo Ministério da Saúde. Quatro hospitais pertencem ao governo estadual e todos integram a Rede Mãe Paranaense - realizam parto pelo Sistema Único de Saúde e recebem apoio da Secretaria Estadual da Saúde.

Em Curitiba, seis serviços mantêm o título, entre eles o Mater Dei, referência no atendimento a gestantes de risco habitual e intermediário da região. Ontem (3), após criteriosa avaliação, o hospital teve seu título renovado por mais três anos.

O selo “Amigo da Criança” foi entregue por representantes da Secretaria Estadual da Saúde durante visita às instalações da maternidade, que realiza cerca de 400 partos mensalmente. O Mater Dei é um hospital filantrópico e recebe apoio do governo estadual, com repasse mensal de recursos para custeio e equipamentos.

De acordo com a coordenadora do Departamento de Atenção Primária da Secretaria, Shunaida Sonobe, o título é um reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelas equipes de saúde no sentido de fortalecer o vínculo entre mães e bebês desde o momento do parto.

“Verificamos o cumprimento de 10 passos que auxiliam no sucesso do aleitamento materno. São atividades que exigem o envolvimento de todos os profissionais e por isso o título é uma conquista coletiva”, destacou.

Aproximação

Entre os critérios avaliados estão a capacitação das equipes de saúde, a aproximação imediata da mãe e do bebê após o parto, o contato pele a pele, a disponibilização de alojamento conjunto, o apoio e orientação das mães durante as primeiras amamentações, além de outras rotinas de trabalho.

Quem viu de perto como funcionam os procedimentos em um Hospital Amigo da Criança foi Eva Rodrigues e Cleverson de Souza, pais do pequeno Gustavo, nascido na manhã desta quarta no Mater Dei. “Poder ficar com o nosso filho, assim no colo, logo depois do parto é uma sensação indescritível”, afirmou o pai.

De acordo com a médica pediatra do Mater Dei, Telma Santana, o título é fruto de um esforço contínuo que vem desde 1998. “Ao longo dos últimos anos trabalhamos para reforçar a importância do aleitamento materno como prática essencial para o desenvolvimento saudável do bebê. Essa estratégia impacta diretamente na redução da mortalidade infantil e, com certeza, dá resultado”, explica.

Especialistas recomendam que o leite materno seja o único alimento dado à criança nos primeiros seis meses de vida. A partir daí, a mãe pode incorporar outros alimentos à dieta do seu filho. Contudo, o ideal é que o leite materno ainda permaneça na dieta do bebê por, pelo menos, mais um ano e meio.

Veja a lista dos 21 Hospitais Amigos da Criança do Paraná:
Hospital do Trabalhador – Curitiba
Hospital de Clínicas da UFPR – Curitiba
Hospital Mater Dei – Curitiba
Centro Médico Comunitário Bairro Novo – Curitiba
Hospital Evangélico – Curitiba
Maternidade Victor Ferreira do Amaral – Curitiba
Hospital Evangélico – Londrina
Hospital Universitário da UEL – Londrina
Maternidade Lucilla Balalai – Londrina
Santa Casa de Misericórdia – Ponta Grossa
Hospital e Maternidade – Ribeirão do Pinhal
Hospital São Lucas – Pato Branco
Hospital da APMI – União da Vitória
Maternidade Humberto Carrano – Lapa
Hospital Universitário da Unioeste – Cascavel
Hospital e Maternidade Alto Maracanã – Colombo
Hospital Ministro Costa Cavalcanti – Foz do Iguaçu
Hospital Universitário da UEM – Maringá
Santa Casa de Misericórdia – Irati
Hospital Nossa Senhora da Luz – Pinhais
Associação Beneficente de Saúde do Oeste do Paraná – Toledo.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios