Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

O Ministério Público do Paraná, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Porecatu, no Norte-Central do estado, emitiu recomendação administrativa ao prefeito para que tome as providências necessárias para que o Município receba a restituição de valores pagos pela compra de uma ambulância que não foi entregue.

Conforme apurou o MPPR em inquérito civil, a compra foi feita por meio de pregão ocorrido em 9 de dezembro de 2019, com pagamento do preço da ambulância (R$ 163 mil) em 5 de junho de 2020. Entretanto, o veículo não foi entregue ao Município pela empresa vencedora do pregão.

Em contato com a Promotoria de Justiça no curso do inquérito, o representante da empresa alegou impossibilidade de encontrar o veículo no mercado e concordou em fazer a restituição do valor pago que, com correção monetária, chega atualmente a R$ 170.423,26.

A recomendação estabelece o prazo de dez dias para que o prefeito informe as medidas a serem adotadas para a restituição do montante pago.

Ascom/MPPR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios