Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Agricultores familiares de Tamarana participaram na quarta-feira (8) de uma manhã de campo ofertada pelo Grupo Gestor Municipal de Microbacias para aprender a instalar a fossa séptica biodigestora em suas propriedades. A estrutura tem como base um modelo desenvolvido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Gado de Leite) que evita a poluição do solo e ajuda a impedir doenças transmitidas pela água.

"É um sistema ganha-ganha, que não contamina o solo ou o lençol freático e não existe a proliferação de animais nocivos", exemplificou o engenheiro agrônomo da unidade do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) em Tamarana, Marcelo Campos, responsável por ministrar a aula prática. "Se não houver cuidado em relação ao esgoto que vem, principalmente, do banheiro, o produtor rural pode acabar se autocontaminando", reforçou a coordenadora regional da Emater, Marli Parra.

Segundo Campos, o processo de decomposição proporcionado pela fossa biodigestora tem como resultado "um adubo líquido riquíssimo em nitrogênio". O material, conforme o engenheiro agrônomo, pode ser aplicado em diferentes tipos de culturas (desde que sobre o solo, e não em cima das folhas).

Realizada na propriedade da senhora Bete Prado, no Bairro dos Moreiras, a formação desta quarta-feira atendeu 30 agricultores. A ação integra o conjunto de serviços oferecido pelo governo do Paraná – em parceria com a Prefeitura de Tamarana – através do Programa de Gestão de Solos e Água em Microbacias. Ao todo, 12 famílias da Microbacia Moreiras I foram contempladas com R$ 1.600,00 cada em produtos que serão utilizados para construir a fossa biodigestora. Os recursos são estaduais. A Prefeitura de Tamarana, por sua vez, fez a escavação dos terrenos para receber a estrutura.

"Esse é o último dos seis produtos da [Microbacia] Moreiras I. Acabando ele, a gente entra com um pedido para a instalação de um poço artesiano para a comunidade. Paralelo a isso, está em fase de licitação a [Microbacia] Moreiras II", adiantou o secretário municipal de Agricultura, Fernando Macedo. Ele informou que, neste ano, a pasta irá pleitear recursos ao governo estadual para a execução de melhorias em ao menos outras duas microbacias de Tamarana.

O manual da Embrapa sobre como fazer a fossa biodigestora pode ser conferido aqui (bit.ly/comofazerfossabiodigestora). A unidade da Emater em Tamarana também está à disposição dos agricultores para tirar dúvidas a respeito do tema. O órgão fica na Rua Arlindo Pereira de Araújo, 531, Centro, e atende de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h. O telefone é o 3398-1576.

NCPMT

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios