Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Oficina de Prioridades ocorreu na quinta-feira (16) com as lideranças da região de Jacarezinho e de Santo Antônio da Platina, que abrange 26 municípios. O próximo encontro está marcado para o dia 30 de setembro, com lideranças da região de Cornélio Procópio.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Planejamento e Projetos Estruturantes, iniciou na quinta-feira (16) uma nova etapa das oficinas do programa Paraná Produtivo: a de priorização de ações. A primeira Oficina de Prioridades ocorreu com as lideranças da região de Jacarezinho e de Santo Antônio da Platina, que abrange 26 municípios. O próximo encontro está marcado para o dia 30 de setembro, com lideranças de Cornélio Procópio.

O programa busca identificar potencialidades e necessidades das diversas regiões do Paraná e planejar um desenvolvimento produtivo integrado entre os municípios. O objetivo desta nova etapa é estabelecer quais são as ações propostas que serão priorizadas para compor o plano de trabalho das regiões.

O debate envolveu ações de infraestrutura, governança e sistema produtivo, como melhorar e conservar as estradas rurais com enfoque nos atrativos turísticos, modernização da gestão pública, promoção da industrialização de produtos da região e incentivo ao empreendedorismo no campo.

“Com a participação do poder público e da sociedade civil, queremos priorizar as ações e projetos mais importantes para cada região”, destaca o secretário do Planejamento, Valdemar Bernardo Jorge. “O envolvimento dos agentes locais é fundamental para o fomento do desenvolvimento regional”.

Retorno

Participaram das oficinas cerca de 100 pessoas, entre técnicos e secretários municipais, representantes do setor produtivo, de universidades e da sociedade civil organizada, além do comitê técnico formado por especialistas de diversas instituições.

Por causa da pandemia, as oficinas de priorização também continuam em formato virtual pela plataforma do Programa Paraná Produtivo, disponível em www.paranaprodutivo.com.br, desenvolvida para dar suporte à metodologia de elaboração dos planos produtivos regionais.

 “A ideia é debater quais as prioridades entre todas as demandas, as necessidades, potencialidades e oportunidades que já elencamos nas oficinas anteriores, que devem trazer retorno, mais impacto e contribuir efetivamente para o desenvolvimento produtivo da região”, ressalta o coordenador do Paraná Produtivo, Marcelo Percicotti.

Os trabalhos tiveram a colaboração de técnicos da Secretaria do Planejamento e Projetos Estruturantes, do Serviço Social Autônomo Paraná Projetos e do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes).

Dinâmica

Para colaborar no processo de priorização, foi desenvolvida uma dinâmica que disponibiliza informações aos participantes acerca das potenciais parcerias, prazo de planejamento e implementação das ações e atendimento aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Anteriores

Nas etapas anteriores o Paraná Produtivo realizou Oficinas de Diagnóstico para coleta de informações e de demandas das regiões, e as Oficinas de Oportunidades de Parceria, para abordar as ações que podem ser realizadas pelo Governo do Estado nas regiões contempladas.

O objetivo é mobilizar e engajar os atores locais na construção dos planos, promover a discussão e fortalecer a população em assuntos referentes aos sistemas produtivos locais, buscando fortalecer as vocações regionais e a diversificação das atividades produtivas.

Ao todo, serão organizadas quatro oficinas em cada uma das oito regiões que contemplam o programa.

O Paraná Produtivo conta com um portal com dados e estatísticas em diversas áreas, possibilitando acompanhar os resultados e ações ao longo do tempo.

A próxima etapa contempla a entrega dos planos das regiões e está prevista para o início do ano que vem.

Municípios

Ao todo, são 202 municípios das oito regiões prioritárias que serão atendidas pelo Paraná Produtivo: Jacarezinho e Santo Antônio da Platina; Cornélio Procópio; Paranavaí, Cianorte e Umuarama; Campo Mourão; Guarapuava, Irati e União da Vitória; Castro e Telêmaco Borba. Essas regiões concentram 30% da população paranaense (3,3 milhões de pessoas) e 25% do Produto Interno Bruto (PIB) estadual.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.