Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Welington Ramos, de 18 anos, é aluno do 2º ano do ensino médio no Colégio Estadual Conselheiro Carrão, em Assaí, e foi em seu colégio que ele teve a ideia de criar um projeto de lei que implementa tecnologias sustentáveis e ecológicas em grandes construções. O projeto de Welington foi um dos finalistas do programa Geração Atitude 2019.

O programa Geração Atitude tem como objetivo apoiar a formação cidadã de estudantes paranaenses, e Welington foi um dos 262 jovens à apresentar propostas de lei para o Paraná, o seu projeto fez parte dos 32 selecionados para a fase final.

Com a mentoria da professora Marinete Wolcker e o acompanhamento do professor Ricardo Alexandre, Welington desenvolveu um Projeto de Lei que visa regulamentar a obrigatoriedade da adoção de tecnologias verdes em construções com mais de 200m². Segundo ele, o projeto busca uma relação amigável entre a infraestrutura e o meio ambiente. “Esse sistema evitaria o desperdício de materiais e recursos indispensáveis para nós, como água e energia elétrica, além de cortar gastos com materiais de construção convencionais e evitar o desmatamento”, afirmou o estudante.

Entre as tecnologias propostas pelo estudante, que podem ser usadas na construção, estão o uso de placas de energia solar, caixa de captação de água da chuva, tijolo ecológico, muros verdes e a utilização de materiais recicláveis.

O professor Ricardo Alexandre, que acompanhou o aluno, reafirmou a importância do projeto. “Quando ele fala sobre tecnologias verdes, se refere ao uso sustentável de tudo que temos à nossa disposição. E entre outras coisas, o projeto busca principalmente a conscientização para que, com o tempo, construções sustentáveis sejam a maioria, e não a exceção”, afirmou o professor.

O projeto de lei de Welington não foi o vencedor, mas o estudante teve a oportunidade de entregar a sua proposta nas mãos do deputado Tiago Amaral, que gostou da proposta e deu dicas de como viabilizar ainda mais o projeto. “A sugestão é delimitar uma porcentagem da obra que deve ser feita com tecnologias verdes, como por exemplo, a cada 200m² de construção, 30% será feito com materiais sustentáveis”, sugeriu o deputado.

Engajamento

O “Geração Atitude” estimula o debate entre os jovens de temas como cidadania, democracia participativa, voto consciente e ainda esclarece a atuação de cada uma das instituições envolvidas no projeto. Compreendendo melhor todos esses assuntos os jovens assumem o papel de agentes transformadores na sociedade em que vivem.

O programa foi formalizado em 2015 por meio de um convênio entre a Assembleia Legislativa do Paraná, a Secretaria de Estado da Educação, o Ministério Público do Paraná, o Tribunal de Justiça do Paraná e a Assessoria Especial para Assuntos de Políticas Públicas para a Juventude vinculada ao Governo do Paraná.

Rosi Guilhen/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios