Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Welington Ramos, de 18 anos, é aluno do 2º ano do ensino médio no Colégio Estadual Conselheiro Carrão, em Assaí, e foi em seu colégio que ele teve a ideia de criar um projeto de lei que implementa tecnologias sustentáveis e ecológicas em grandes construções. O projeto de Welington foi um dos finalistas do programa Geração Atitude 2019.

O programa Geração Atitude tem como objetivo apoiar a formação cidadã de estudantes paranaenses, e Welington foi um dos 262 jovens à apresentar propostas de lei para o Paraná, o seu projeto fez parte dos 32 selecionados para a fase final.

Com a mentoria da professora Marinete Wolcker e o acompanhamento do professor Ricardo Alexandre, Welington desenvolveu um Projeto de Lei que visa regulamentar a obrigatoriedade da adoção de tecnologias verdes em construções com mais de 200m². Segundo ele, o projeto busca uma relação amigável entre a infraestrutura e o meio ambiente. “Esse sistema evitaria o desperdício de materiais e recursos indispensáveis para nós, como água e energia elétrica, além de cortar gastos com materiais de construção convencionais e evitar o desmatamento”, afirmou o estudante.

Entre as tecnologias propostas pelo estudante, que podem ser usadas na construção, estão o uso de placas de energia solar, caixa de captação de água da chuva, tijolo ecológico, muros verdes e a utilização de materiais recicláveis.

O professor Ricardo Alexandre, que acompanhou o aluno, reafirmou a importância do projeto. “Quando ele fala sobre tecnologias verdes, se refere ao uso sustentável de tudo que temos à nossa disposição. E entre outras coisas, o projeto busca principalmente a conscientização para que, com o tempo, construções sustentáveis sejam a maioria, e não a exceção”, afirmou o professor.

O projeto de lei de Welington não foi o vencedor, mas o estudante teve a oportunidade de entregar a sua proposta nas mãos do deputado Tiago Amaral, que gostou da proposta e deu dicas de como viabilizar ainda mais o projeto. “A sugestão é delimitar uma porcentagem da obra que deve ser feita com tecnologias verdes, como por exemplo, a cada 200m² de construção, 30% será feito com materiais sustentáveis”, sugeriu o deputado.

Engajamento

O “Geração Atitude” estimula o debate entre os jovens de temas como cidadania, democracia participativa, voto consciente e ainda esclarece a atuação de cada uma das instituições envolvidas no projeto. Compreendendo melhor todos esses assuntos os jovens assumem o papel de agentes transformadores na sociedade em que vivem.

O programa foi formalizado em 2015 por meio de um convênio entre a Assembleia Legislativa do Paraná, a Secretaria de Estado da Educação, o Ministério Público do Paraná, o Tribunal de Justiça do Paraná e a Assessoria Especial para Assuntos de Políticas Públicas para a Juventude vinculada ao Governo do Paraná.

Rosi Guilhen/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.