Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Ministério da Economia, por meio do Tesouro Nacional, classifica as cidades brasileiras, no tocante a gestão pública, com notas que confirmam a boa administração pública, o cuidado com os gastos públicos e a capacidade de pagar contas. Rolândia ficou com a maior nota, conceito “A” nos três indicadores que avaliam a saúde financeira das cidades (nota “triplo A”), o que comprova que a administração municipal é eficiente, além de tratar e cumprir com excelência todos os critérios avaliados.

O estudo denominado Capacidade de Pagamento (CAPAG) apresenta de forma simples e transparente, por três indicadores: endividamento, poupança corrente e índice de liquidez, o diagnóstico da saúde fiscal do Município. A análise utiliza os dados disponibilizados no Siconfi (Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro) e no CAUC (Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias).

Os dados completos podem ser acessados em:

https://www.tesourotransparente.gov.br/temas/estados-e-municipios/capacidade-de-pagamento-capag?fbclid=IwAR0EhCBsnYaCr4cy77c0ntW-QYZAvizSvRFCV4RNJyy64iyLfS3VsD5jRbg

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.