Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) e o prefeito de Santo Antônio da Platina, professor Zezão Coelho (Pode) definiram no último dia 21, com o secretário estadual de Saúde, Beto Preto, um plano de trabalho para o Hospital Regional do Norte Pioneiro.

Segundo o prefeito, o terreno onde está localizado o Centro de Hemodinâmica será cedido ao hospital. Os médicos Jorge Garrido e Luciano Dias dos Reis também participaram do encontro.

“Existe uma pendência com relação ao terreno que pertence à APMI. A prefeitura vai elaborar um projeto para o Estado onde vamos fazer a cessão definitiva do terreno para o hospital regional”, explica o prefeito.

Atendimento

Segundo o prefeito, será elaborado pela Secretaria Estadual de Saúde um plano de trabalho do próprio hospital para os próximos quatro anos. “Assim que a prefeitura oficializar a doação do terreno para o Estado, já vai na justificativa do projeto esse plano de trabalho do governo para os próximos quatro anos”, acrescenta.

O hospital atende Santo Antônio da Platina e outros municípios da região. “É um hospital de referência, que atende pacientes com várias especialidades. Tem um quadro clínico com profissionais competentes e comprometidos. O apoio do Estado é muito importante para atender à demanda regional”, destaca o deputado.

Durante o encontro, o médico Luciano Dias dos Reis entregou um exemplar do livro de sua autoria, Medicina Platinense no Século XX, ao secretário Beto Preto.

Empreendimento

O prefeito de Santo Antônio da Platina também aproveitou para visitar uma empresa em Curitiba, que tem planos de expansão para o Norte Pioneiro. A estratégia de ampliação do mercado prevê a instalação de uma unidade na cidade com a criação de dezenas de empregos.

Zezão Coelho disse que a posição geográfica da cidade foi importante na decisão da direção da empresa. "Estamos a 360 km de Curitiba e 400 São Paulo. Isso também enche os olhos dos empresários”, justifica.

O prefeito aponta ainda que a cidade está recebendo  o programa Carretas do Conhecimento com cursos de qualificação profissional, facilitando o acesso ao mercado de trabalho.

A indústria, que tem presença em 11 estados, fabrica embalagens plásticas para produtos alimentícios, como copos de requeijão e iogurte e bandejas de lasanha. “Vamos buscar uma solução para atrair esse investimento, com a oferta de um terreno para a empresa", antecipa o prefeito.

blog_marcos_junior@hotmail.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.