Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Em São Jerônimo da Serra, no Norte Pioneiro do estado, o Ministério Público do Paraná, por meio do núcleo de Londrina do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Promotoria de Justiça da comarca, deflagrou ontem, 9 de novembro, a Operação Terra Curada, que apura a possível existência de um esquema irregular de distribuição de medicamentos de uso controlado. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na casa de um vereador da cidade, suspeito de ser o responsável pelas ilegalidades, e em uma unidade básica de saúde. Além de parlamentar, o investigado é servidor público da rede municipal.

Conforme levantado pelas investigações do MPPR, valendo-se dos cargos que ocupa, o vereador estaria mantendo um sistema de controle pessoal dos medicamentos entregues à população local. Ele também teria emitido receituários médicos com dados falsos para ter acesso e distribuir medicamentos com receita controlada do Município de São Jerônimo da Serra.

Afastado

Foram apreendidos documentos e um telefone celular. As investigações prosseguem para apurar possíveis novos crimes e a participação de outros envolvidos nas ilegalidades. As ordens de busca e apreensão foram expedidas pelo Juízo da Vara Criminal da comarca, que ainda deferiu liminar a pedido do MPPR determinando o afastamento temporário do investigado das funções públicas na Câmara e no Município.

Ascom/MPPR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.