Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) destacou ontem, 28, os investimentos da Copel que vão garantir a distribuição e produção de energia elétrica no Norte Pioneiro. A companhia paranaense está construindo quatro subestações na região, em Joaquim Távora, Santa Amélia, Salto do Itararé e Sapopema. Já em Bandeirantes, está em construção a primeira usina solar do Paraná, em fase final da montagem das estruturas e módulos fotovoltaicos.

 “É um investimento importante para atender a demanda de crescimento e reforçar o sistema energético da região, além de promover maior estabilidade para atrair novos investimentos e parques industriais, necessários para a geração de emprego e renda”, aponta o deputado.

Romanelli lembra ainda que programas como o Paraná Trifásico e o Rede Elétrica Inteligente garantem a modernização do sistema em todo o Estado, um compromisso do governador Ratinho Júnior para ampliar a capacidade e a qualidade da distribuição de energia elétrica. “Esses programas favorecem desde os pequenos agronegócios às grandes indústrias, modernizando toda a cadeia produtiva”, avalia.

Mais energia

As quatro subestações em construção - de 34,5 kV (quilovolt – unidade de medida de tensão).- vão converter (baixar) a energia gerada por uma usina hidrelétrica ou qualquer outra geradora para a tensão adequada para atender a demanda das moradias e as empresas da região.

Em Bandeirantes, a usina solar vai conectar os parques geradores à rede da Copel. A usina terá potência de 5,36 MWp (megawatt-pico, unidade de potência de energia fotovoltaica) e a primeira fase deve entrar em operação ainda este ano. O projeto é feito em parceria com a Sistechne participações.

Atualmente estão em operação no País ativos de geração distribuída solar com cerca de 2,5 gigawatts em capacidade, contra cerca de 1 gigawatt em junho do ano passado. Os dados são da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

“Com esses investimentos, o Norte Pioneiro poderá receber empreendimentos industriais de grande porte, uma vez que há capacidade suficiente de atendimento para fornecimento de energia elétrica. Um importante passo para promover a geração de emprego e renda em toda a região”, conclui o deputado Romanelli.

ALEP

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios