Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Os professores que coordenarão as equipes de trabalho da Operação Rondon Regional realizaram, na segunda-feira (22/05), visita precursora nas 10 cidades do Norte Pioneiro que irão receber o projeto que será realizado entre os dias 23 de julho e 5 de agosto deste ano. Durante duas semanas, as cidades receberão alunos de dez Instituições de Ensino Superior do Paraná, que realizarão ações nas áreas de Saúde, Educação, Cultura, Meio Ambiente, Direitos Humanos e Justiça, Trabalho, Tecnologia e Produção e Comunicação.

Coordenada pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), juntamente com as Universidades Estaduais do Norte do Paraná (UENP) e do Oeste do Paraná (UNIOESTE), a Operação irá ocorrer nas cidades de Jacarezinho, Barra do Jacaré, Cambará, Carlópolis, Conselheiro Mairinck, Joaquim Távora, Ribeirão Claro, Santo Antônio da Platina, Siqueira Campos e Wenceslau Braz. Segundo o professor da UEPG e coordenador geral da Operação, Silvio Luiz Rutz, a visita precursora serve para que os coordenadores conheçam mais a fundo os municípios em que as equipes vão atuar. “Nesse primeiro momento a ideia é saber quais os anseios dos municípios e qual a melhor forma de ajudá-los. Por isso essa é uma visita em que, além de conhecer possíveis pontos de trabalho e de hospedagem para as equipes, também nos reunimos com as autoridades locais para que, juntos, possamos traçar o cronograma das ações e oficinas que serão realizadas durante os 15 dias de Operação”, explicou.

Cada cidade receberá equipes de duas Universidades. Em Jacarezinho, por exemplo, os trabalhos ficarão sob a responsabilidade da UEPG (Ponta Grossa) e da Universidade Positivo (Curitiba). O professor Edisom Brum, do curso de Medicina da Universidade Positivo, é um dos coordenadores de equipe. Para ele, participar da Operação Rondon Regional é uma forma mais intensa de fazer com que os alunos visualizem na prática as necessidades e carências que existem nas cidades paranaenses. “Tive a oportunidade de participar algumas vezes do Projeto Rondon, em diversas partes do País. E posso dizer que todos os alunos e professores que participam de operações como essas voltam transformados”, partilhou. “Um projeto de extensão tem justamente essa finalidade de ir além dos muros da Universidade e colaborar para uma melhor qualidade de vida da população. Estamos todos ansiosos para iniciarmos os trabalhos”, afirmou.

Para a secretária de Educação de Jacarezinho, Danielle Silvano Cruz, a visita dos coordenadores de equipe foi muito produtiva. “Conseguimos fazer com que cada um dos secretários municipais estivesse aqui para conversar com os coordenadores. Ouvimos o que eles têm a nos oferecer e apresentamos nossas demandas, e assim já conseguimos alinhar algumas ações”, disse. “Receber uma Operação desse porte em nossa cidade é um privilégio e, ao mesmo tempo, uma responsabilidade. Não temos dúvida de que é a população quem ganhará muito com isso, porque são pessoas altamente qualificadas que estarão aqui para desenvolver essas ações em prol da comunidade. Estamos muito agradecidos por poder fazer parte disso tudo”, enfatizou.

Antes do início da Operação, os coordenadores de equipe farão ainda uma última visita aos municípios. “Agora os coordenadores voltam para as Universidades para montar e preparar as equipes com base nas necessidades dos municípios. Depois, no dia 21 de junho, voltamos a esses municípios para fechar de vez o cronograma e definir os últimos detalhes. Assim, quando a Operação começar, já estará tudo devidamente planejado e preparado”, pontuou o professor Silvio Rutz.

A abertura oficial da Operação será em Jacarezinho, no dia 23 de julho. Os rondonistas da UENP irão trabalhar nas cidades de Conselheiro Mairinck e Wenceslau Braz. "É certamente uma grande oportunidade de vida para os nossos estudantes. Essa Operação, como outras ações de extensão realizadas pelas universidades, contribuirá muito para formação humana e profissional dos estudantes", disse a pró-reitora de Extensão e Cultura da UENP, Simone Castanho.

Operação Rondon Regional Norte Pioneiro

A Operação Rondon Regional Norte Pioneiro é um projeto piloto, coordenado pela UEPG, juntamente com a UENP e a UNIOSTE. A Operação contará também com a participação das seguintes Instituições de Ensino Superior: UEL, UEM, UNESPAR, UTFPR, Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais (CESCAGE), Faculdade Paranaense (FAPAR), e Universidade Positivo. O projeto será realizado com o apoio da Secretaria de Ciência Tecnologia e Ensino Superior (Seti) e da Sanepar.

A operação segue os mesmos moldes do Projeto Rondon nacional, realizado há mais de 40 anos em diversas regiões do País e tem o objetivo de formar multiplicadores nas comunidades assistidas para contribuir na melhora das condições de vida e bem-estar das pessoas. Segundo o professor Silvio Rutz, o objetivo do projeto não é fazer assistencialismo. “Queremos capacitar os habitantes desses dez municípios, para que eles mesmos possam dar continuidade a muitas dessas atividades depois do projeto. É como lançar uma semente para que ela possa germinar. Queremos ser apenas os semeadores”, concluiu.

Tiago Angelo/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL