Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O prefeito de Cambé Zé do Carmo e o vice Conrado Scheller participaram da reunião do último dia 27 da Comissão de Desenvolvimento e Infraestrutura, na ACIL. Entre as obras consideradas prioritárias para a comissão estão os Viadutos da Angelina Vezozzo, em Londrina, e Bratislava, em Cambé. Durante a reunião foram apresentados os custos com base no ano de 2016 para as duas obras, que precisam ser atualizados. Angelina custará R$ 19,5 milhões e Bratislava R$ 15 milhões. Os projetos dos dois viadutos estão prontos. Eles foram elaborados pela Econorte e doados oficialmente ao DER. Para o prefeito Zé do Carmo a obra é prioridade um para Cambé. “O viaduto fica no final da Brasil com o acesso ao Bratislava. Por ali nós podemos chegar à Arapongas, Londrina e Rolândia, são quatro municípios envolvidos com um tráfego intenso da BR-369. Muitas vidas se perderam, então este viaduto é o que precisamos como prioridade número um nesse momento para Cambé”, afirmou Zé do Carmo.

“O projeto está pronto e o que nós aguardamos que nos próximos dias o novo secretário de Infraestrutura e Logística, Abelardo Lupion, venha à comissão para dar um prazo com relação a possibilidade de lançar a licitação destes dois viadutos. São obras para desafogar o tráfego e também pela segurança. Em oito anos, só ali em Cambé, houve 360 acidentes”, completou Tiago Amaral.

Contorno Norte

A Comissão apresentou a solicitação de proprietários rurais que querem alterações no traçado do trecho 1 do Contorno Norte. A Comissão solicitou à Concessionária Econorte, que elaborou o projeto da obra, uma justificativa técnica sobre a escolha do traçado. “A área do atual traçado potencializa o desenvolvimento da nossa região, com atração de mais empresas e mais empregos, e esse foi um dos pontos mais destacados em relação ao contorno Norte, mas a melhor decisão a ser tomada é aquela que resguardar o interesse público e o desenvolvimento da cidade”, comentou o deputado Tiago Amaral.

A obra será executada em três etapas: de Ibiporã até a PR-545; da PR-545 até a PR-445 e da PR-445 até Cambé. O governo do estado deixou a cargo da Comissão a escolha do trecho para o início das obras e ficou definido no início de 2018 que os trabalhos vão começar pelo trecho II. A próxima ação da comissão é verificar o andamento da licença ambiental (RAS) junto ao IAP e DER.

Duplicação da PR-445

Com relação à duplicação até Irerê houve recurso de uma das empresas concorrentes, o que atrasou o início das obras. O recurso foi negado pelo DER e o contrato está sendo finalizado.

“A grande resposta que tivemos hoje foi a confirmação de que a contratação do projeto para duplicação até Mauá da Serra está prevista no orçamento do estado deste ano. O Estado tem um recursos do BID para investimentos e esse projeto está inserido. O que nós cobraremos agora é que esta licitação ocorra o quanto antes. Se a gente quer colocar recursos de governo estadual ou federal nós precisamos antes ter o projeto para nos dizer quanto a obra vai custar. Por isso, a importância de ter este projeto o quanto antes”, comentou Tiago Amaral.

Aeroporto de Londrina

O superintendente da Infraero Ademir Gauto elogiou a atuação da comissão. Segundo ele, o fato de ter uma comissão com várias entidades fortes e atuantes cobrando celeridade transmite a mensagem de que é necessário ter agilidade e dar uma resposta.

Gauto apresentou o andamento dos trabalhos de levantamento de campo para execução do projeto. “A expectativa é que o projeto esteja nas nossas mãos até setembro para que a gente possa pleitear que no orçamento projetado do Governo Federal para 2019 esteja inserido os valores para o aeroporto. É um grande avanço e se não tivesse a participação da comissão neste processo nós não veríamos acontecer. Nós estamos antecipando algo que só ocorreria em 2012 ou 2022 para 2019”, comentou Tiago Amaral.

A reunião contou com a participação de representantes da Infraero, DER e Econorte.

A comissão

Desde julho de 2017, a região norte do Estado conta com uma Comissão de Desenvolvimento e Infraestrutura que é formada pelo deputado Tiago Amaral e por representantes da Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL), da Sociedade Rural do Paraná (SRP), Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina (CEAL), Sindimetal Norte, Sinduscon Norte, Associação Médica de Londrina, AEPIC e Grupo Folha. Até o momento foram realizadas 6 reuniões, cinco em 2017 e uma em 2018.

Membros da Comissão de Infraestrutura

Tiago Amaral - Deputado estadual 

Claudio Tedeschi – Presidente da ACIL (Associação Comercial e Industrial de Londrina)

Afrânio Brandão – Diretor Presidente da SRP (Sociedade Rural do Paraná)

Antônio de Oliveira Sampaio - Diretor Vice-Presidente da SRP (Sociedade Rural do Paraná)

Brazil Alvim Versoza – Presidente do CEAL (Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina)

Valter Orsi – Presidente do Sindimetal Londrina

Rodrigo Zacaria – Presidente do Sinduscon Norte

José Nicolás Mejia, superintendente Grupo Folha

Rosi Guilhen/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL