Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Conhecida pelo ativismo e protestos contra o padrão de beleza e magreza nas passarelas, a modelo Wanessa Moura falou com exclusividade à Harpers’ Bazaar sobre a cura de obsessão pela magreza que já viveu. “É libertador porque a gente para de se espelhar em outras pessoas”, diz. Ela fez duras críticas à ditadura da magreza e disse que homens brasileiros não gostam de mulheres muito magras. "Eles preferem um pouco de curvas. Não devemos exigir padrões".

Sobre o processo de cura, ela ressalta que é preciso ter paciência, ajuda de amigos e familiares, além de uma pausa nas redes sociais. “Nos projetamos tanto em outras pessoas que o desligamento das redes sociais é mais que necessário, isso foi crucial para o meu processo de cura”.

Apesar de já se considerar curada, ela conta que ainda precisa se policiar. “Eu ainda trabalho como modelo e não posso relaxar com o corpo, mas entendo que o mantra da magreza saudável que eu vivo hoje me ajuda muito”.

Wanessa ficou notoriamente reconhecida após fazer um ensaio em protesto contra a magreza nas passarelas. Entrevista completa para a Harper's Bazaar será lançada em breve.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios