Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Conhecida pelo ativismo e protestos contra o padrão de beleza e magreza nas passarelas, a modelo Wanessa Moura falou com exclusividade à Harpers’ Bazaar sobre a cura de obsessão pela magreza que já viveu. “É libertador porque a gente para de se espelhar em outras pessoas”, diz. Ela fez duras críticas à ditadura da magreza e disse que homens brasileiros não gostam de mulheres muito magras. "Eles preferem um pouco de curvas. Não devemos exigir padrões".

Sobre o processo de cura, ela ressalta que é preciso ter paciência, ajuda de amigos e familiares, além de uma pausa nas redes sociais. “Nos projetamos tanto em outras pessoas que o desligamento das redes sociais é mais que necessário, isso foi crucial para o meu processo de cura”.

Apesar de já se considerar curada, ela conta que ainda precisa se policiar. “Eu ainda trabalho como modelo e não posso relaxar com o corpo, mas entendo que o mantra da magreza saudável que eu vivo hoje me ajuda muito”.

Wanessa ficou notoriamente reconhecida após fazer um ensaio em protesto contra a magreza nas passarelas. Entrevista completa para a Harper's Bazaar será lançada em breve.

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.