Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Alimentos arrecadados foram destinados à Paróquia na região leste de Londrina e irão beneficiar oito comunidades

A campanha ‘Alimento Solidário’, organizada pelo Sinduscon Paraná Norte (Sindicato da Indústria da Construção Civil), através do Programa Sinduscon Mais Solidário, e o Sindimetal Norte PR (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Materiais Elétricos) arrecadou duas toneladas de alimentos. As doações foram entregues na Paróquia Cristo Bom Pastor, localizada no bairro Lindóia. A igreja atende famílias que residem em oito comunidades da região leste de Londrina.

A ação – que começou em junho e durou pouco mais de um mês – contou com 16 pontos de doação nas construtoras e indústrias de Londrina e região. A crise econômica gerada pela pandemia que levou famílias a uma situação de risco social e alimentar motivou a campanha.

O presidente do Sinduscon Paraná Norte, Sandro Marques de Nóbrega, agradeceu a todos que doaram, e as empresas que se envolveram direta ou indiretamente. “Mais importante do que a quantidade é o engajamento. Precisamos conscientizar e demonstrar que temos preocupação com a fragilidade social. E a fome é o que mais pesa, sem alimento a pessoa não consegue trabalhar e prover dignidade para sua família”, destacou Nóbrega.

O presidente do Sindimetal, Marcus Gimenes, abordou a gravidade da fome em Londrina. “Quase dois anos de pandemia e a fome se agravou. Toda a ajuda é muito bem-vinda. Estamos falando de quase 20 mil famílias de Londrina na linha da pobreza. Entidades, sociedade civil organizada e poder público estão se unindo para amenizar essa situação”.

Cultura de Solidariedade

A campanha ‘Alimento Solidário’ não deve ser uma ação isolada. O objetivo do Sinduscon, através do Programa Mais Solidário, é incentivar que as empresas implantem uma cultura de solidariedade e possam contribuir de forma frequente nas regiões onde estão inseridas. “É muito importante fazer com que ações como essa repercutam e aumentem. Vamos reverberar para que as empresas tenham esse sentimento da necessidade de ajudar e implantem uma rotina de solidariedade”, ressaltou a embaixadora do Sinduscon Mais Solidário, Gisele Nóbrega.

Heloisa Pedrosa/Asimp/Sinduscon

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.