Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Irreverente e querido, parceiro de Rionegro completa 58 anos de idade, no dia 12 de abril.

Não existe uma pessoa que não goste de Luiz Felizardo, nascido em Claraval, Minas Gerais. O nome pode soar estranho, mas esse é o nome de batismo do  Solimões, eterno parceiro de Rionegro. Simpático, engraçado e educado, o baixinho mais querido do Brasil faz aniversário neste dia 12 de abril - comemorando 58 anos.

O caipirês é uma espécie de idioma caipira muito ressaltado pelo aniversariante. O que parecia uma brincadeira, se tornou um patrimônio da internet e virou até pauta do programa Encontro. Na ocasião, o artista foi entrevistado por Fátima Bernardes e pelo prestigiado professor Pasquale. "É o modo como as pessoas se expressam no nesse interiorzão do Brasil. Parece que é difícil de ler, mas se ler em voz alta, vai ver que as palavras fluem", diverte-se.

Um fato que corrobora com o carinho sentido por todos é que Solimões é o artista com menos postagem do instagram e, mesmo assim, com maior número de engajamento. Seus vídeos são assistidos, em média, 100 mil vezes por cada postagem. "A turma gosta muito. Não me levo a sério e acho que a vida tem que ser leve assim", analisa. Entre postagens engraçadas e vídeos com moda de viola, alguns viralizaram em todo o território nacional. O mais marcante é o que ele diz, que do alto dos seus 1m42, que "a máquina de sexo está na área".

Rionegro e Solimões

No último dia 01 de abril, a dupla completou 31 anos de carreira levando nas costas um ditado forjado por eles mesmos: "Bote um sorriso na cara e mande embora a solidão", Rionegro e Solimões chegam a essa marca sendo uma das duplas mais respeitadas do Brasil, colecionando números extremamente satisfatórios.

Entre coletâneas e registros de sucesso, eles somam mais de 300 músicas gravadas, 19 CDs e 4 DVDs.  Nestes anos, já  subiram no palco mais de 7.000 vezes, venderam mais de 13 milhões de cópias e bateram recorde de público em festas de peão. Como reconhecimento, receberam dezenas de discos de ouro, prata, platina e platina dupla. Em tempo: eles foram os segundos artistas nacionais a gravarem um DVD no Brasil. O primeiro foi Caetano Veloso.

Alguns de seus sucessos fizeram parte da trilha sonora das novelas Laços de Família ("Peão Apaixonado", 2000), Cabocla ("Floresce", 2004), América ("Na Sola da Bota", 2005) e A Favorita ("Vida Louca, 2008).

Fabiana Villela/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios