Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Reunindo parcerias com músicos brasileiros, regravações e poesias, novo trabalho abre portas para outros estilos

Link para o disco: https://tratore.ffm.to/matura

Muita coisa aconteceu desde o lançamento do primeiro trabalho da cantora, compositora e educadora angolana Jéssica Areias, “Olisesa” (2014). De lá para cá a artista, radicada no Brasil, já fez parcerias com vários músicos brasileiros, apresentou-se em diversos festivais e espaços artísticos e conquistou o coração de grandes compositores. “Matura”, segundo álbum de sua trajetória, nasce da mistura das raízes tradicionais e folclóricas de Angola, com as claves afro-brasileiras do candomblé, dentro de uma linguagem musical moderna.

O novo trabalho reflete coisas muito íntimas que Jéssica vivenciou. A fusão perfeita entre o som ancestral dos tambores com uma criação contemporânea de beats eletrônicos. As melodias simples são o cordão de ligação que conduzem às histórias, os ritos e rituais de um povo, com construções textuais cantadas nas línguas nacionais de Angola (Umbundo, kimbundo e kikongo) e em Português.

No decorrer do segundo álbum de sua trajetória, Jéssica revela canções feitas em parceria, como “Pranto do vento” com a brasileira Thamires Tannous, “Kikongo” e “Mozunguê”, onde os parceiros da vez são Leonardo Mendes e Cauê Silva, sendo esta última também, parceria com o poeta Angolano, José Eduardo Agualusa.

Ao gravar seu mais recente trabalho autoral, a artista revisitou canções do repertório de outros artistas, como "Uma árvore, no Zaire", canção composta por Tiganá Santana, que partiu de um fragmento do poema de Ruy Duarte de Carvalho (poeta angolano) e a regravação da faixa "Lemba" do cantor e compositor angolano Filipe Mukenga.

Além das músicas citadas, o disco traz as canções “Amè”, “kimbu liyetu” e “Matura”, faixa que dá o nome ao álbum. A participação de Manecas Costa, cantor, compositor e violonista da Guiné Bissau em Muzonguê e dos Capoeira em "Kikongo" carimba a ficha técnica luxuosa do novo trabalho dessa artista angolana.

A produção musical é assinada por Leonardo Mendes e Cauê Silva.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios