Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Campanha de agasalho doou mais de R$ 2 mil e 576 peças de roupas para instituições de Londrina

A Unimed Londrina finalizou neste mês mais uma edição da Campanha do Agasalho. Neste ano, os colaboradores da cooperativa puderam escolher entre doações em dinheiro ou, como de costume, agasalhos e cobertores. Para maior segurança em meio à pandemia, para as doações físicas foi obrigatória a higienização e selagem em saco plástico das peças doadas. As doações foram destinadas a duas instituições beneficentes da cidade: Fraternidade Toca de Assis e Associação Michael Donizete Martins Dos Santos (AMIMARSAN).

Durante a campanha, foram arrecadadas 576 peças de roupas, infantis e adultas, e R$ 1.100, valor dobrado pela cooperativa, totalizando R$ 2.200, para a compra de agasalhos e cobertores. Ao todo, 426 pessoas foram beneficiadas com a iniciativa.

A entrega das doações, assim como na edição anterior, foi por meio do “sistema drive-thru”, no estacionamento da sede administrativa da Unimed Londrina (Av. Ayrton Sena da Silva, 1065).

No último dia 9, a Associação Michael Donizete Martins Dos Santos (AMIMARSAN), uma das beneficiadas pela campanha, efetuou a retirada das doações. A presidente da associação, Irmã Maria José, avaliou a participação deste ano como positiva. “As roupas arrecadadas aquecerão vários lares carentes da cidade, ainda mais neste período difícil. Agradeço imensamente a Unimed Londrina pelo apoio”, salienta.

Irmã Maria José também conta que parte das peças doadas será destinada à realização de um bazar beneficente. “No bazar, as peças são ofertadas a preços simbólicos. Notamos que, ao fazer dessa forma, as famílias são mais cuidadosas ao escolherem o que levarão para casa. Já aos que estão em situação de maior vulnerabilidade social, as peças são doadas. Assim, conseguirmos atender mais pessoas de forma justa”, reitera.

A Unimed Londrina entregou as doações para a Toca de Assis no último dia 14 de junho.

De acordo com a gerente de Sustentabilidade da Unimed Londrina, Fabianne Piojetti, ações sociais deste tipo são necessárias, principalmente em momentos de dificuldade. “Em virtude da pandemia do novo coronavírus, estamos em uma crise que tem impactos muito profundos na economia, na vida das pessoas e na renda delas. Por meio das ações sociais realizadas pela cooperativa, como a Campanha do Agasalho, buscamos promover a compaixão, esse sentimento bonito de se colocar no lugar do outro e ajudar. É isso que precisamos acima de tudo neste momento”, conclui.

Asimp/Unimed

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.