Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Coluna Social 17/03/2017  09h02

Comitê de Combate à Dengue se reúne nesta sexta-feira

Saúde vai apresentar números e informações sobre as ações que foram desenvolvidas em 2017, em todas as regiões de Londrina

O Comitê Gestor Ampliado Contra a Dengue em Londrina estará reunido, nesta sexta-feira (17), para debater com a comunidade a situação da dengue no Município, a fim de organizar novas estratégias de prevenção e combate ao Aedes aegypti. O encontro será às 8 horas, no auditório do Hospital do Câncer de Londrina, na Rua Lucilla Ballalai, 212, no Jardim Monções. O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, irá participar da atividade.

No encontro, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) irá apresentar um balanço com números e informações sobre a dengue em Londrina, destacando as ações educativas e de enfrentamento para evitar a proliferação do Aedes aegypti. O vetor é responsável pela transmissão de doenças como a dengue, a febre chikungunya e o zika vírus. Nesse sentido, estão sendo desenvolvidos mutirões, palestras, exposições e passeatas em todas as regiões do Município, além do trabalho de rotina que é realizado diariamente pelos agentes de endemias.

De acordo com Felippe Machado, os encontros do Comitê de Combate à Dengue são de extrema importância pelo fato de fortalecerem a mobilização e envolvimento da comunidade londrinense no trabalho de prevenção e combate à dengue. “A participação popular tem sido fundamental para a diminuição do índice de infestação do Aedes aegypti, que hoje está baixo. No entanto, não podemos nos acomodar e vamos manter as ações educativas e de campo, para que a sociedade continue engajada e nos ajude a evitar a proliferação do mosquito”, enfatizou.

Outro assunto em pauta são os preparativos para o 2º Levantamento Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) de 2017, que começa a ser feito no início do mês de abril. O primeiro levantamento realizado neste ano, em janeiro, apontou que, a cada 100 imóveis vistoriados na cidade, quatro apresentaram focos do mosquito. Assim, o índice de infestação ficou em 4.1%. “No último LIRAa, tivemos um resultado expressivo e importante, com o menor índice registrado nos últimos quatro anos, em comparação ao mesmo mês dos anos anteriores. O número de casos confirmados em 2017 também é muito menor do que tivemos no mesmo período do ano passado”, destacou o secretário.

Foram convidados para participar do encontro representantes de entidades de diversos segmentos, incluindo associações, instituições de ensino, igrejas e grupos de apoio, secretarias, conselhos e órgãos municipais, além de sindicatos e lideranças comunitárias.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.