Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Artista independente e multifacetada anuncia o lançamento do single 'Te sentir' para março

Nascida em São Gonçalo, a cantora Caroll, de apenas 21 anos, promete sucessos para este ano. Artista independente multifacetada, que atua, canta e compõe, ela iniciou as gravações de seu primeiro single, Te Sentir, que será lançado em março, com a Hz Áudio Produções, e terá seu clipe gravado pela Produtora Girassol, que já trabalhou com artistas como Tony Garrido e Vanessa Da Mata.

Envolvida com a arte desde os 11 anos de idade, Caroll é uma mistura perfeita entre MPB, Bossa Nova e a intensidade do R&B, abordando em suas composições temas como amor, sonhos e outros sentimentos profundos. Também vem desenvolvendo sua carreira através de montagens teatrais como 'A Escrava Isaura', com a companhia Magia & Cia da Tijuca, cantando em saraus locais e postando vídeos de suas canções autorais e alguns covers no Instagram.

A artista diz que seu maior propósito com a música é tocar as pessoas e traduzir seus sentimentos. "As minhas inspirações são muito diversas porque música para mim tem como principal objetivo fazer sentir, não importa qual seja o sentimento. MPB, samba, forró, R&B, cada gênero tem sua individualidade e me inspira de diferentes formas", resume.

Caroll também diz que existem artistas que fazem com que ela veja a vida de uma forma mais bonita, trazendo uma identificação especial. "Djavan, Maria Rita, Arlindo Cruz, Gilsons e Emicida são exemplos de artistas da música brasileira que cantam a vida de uma forma bonita, trazem verdades, reflexões e fazem com que o público se identifique. Esse é o meu objetivo com a música. Falar sobre o que eu sinto e o que outras pessoas sentem, trazer acolhimento, consolo, alegria e até melancolia", revela a jovem, acrescentando:

"Quero que haja sempre essa catarse. Quero que uma pessoa escute minhas músicas e lembre de um momento, ou perceba que é exatamente por aquele momento que ela está passando", completa a compositora, que, revela, sendo uma artista negra e independente, exige mais si mesma, já que o foco principal não é apenas nela, mas em várias outras meninas pretas que buscam consolo em sua arte.

"Ser uma artista negra e independente é um desafio enorme porque o foco nunca está apenas na gente. Mas eu acredito que colocando a minha verdade e sendo sincera, o que tiver que acontecer, acontecerá. Conexões com certeza serão feitas entre eu e muitas meninas pretas que buscam essa representatividade na música. Já passou da hora de o mercado musical brasileiro valorizar mais a música preta. Eu espero contribuir com isso", frisa Caroll, em discurso afiado e afinado

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios