Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Técnico responsável por tornar a cidade uma referência no esporte receberá o titulo de Cidadão Honorário nesta sexta, por iniciativa de Jamil Janene

O técnico Giancarlos Ramirez, que colocou Londrina no cenário nacional do handebol, será homenageado na Câmara de Vereadores nesta sexta-feira (20), às 20 horas, com o título de Cidadão Honorário. Natural de Itaguajé (Centro-Norte do Paraná), Ramirez receberá a honraria por iniciativa do vereador Jamil Janene (PP) com apoio de outros parlamentares e sancionada pelo prefeito Alexandre Kireeff (PSD) por meio da lei nº 12.108/2014. A sessão solene será realizada na sala das sessões do Legislativo e contará com transmissão online por meio do site www.cml.pr.gov.br.

Ainda garoto, brincando pelas ruas de Pérola (Região Metropolitana de Umuarama), onde passou a infância e adolescência, Giancarlos Gonçalves Acunã Ramirez não imaginava que teria papel tão importante para o esporte. “Comecei a jogar handebol aos 15 anos, no colégio, com um professor que tinha vindo de fora. Depois de dois anos ele resolveu ir embora e eu assumi os treinos, para que o time não acabasse. Foi então que eu decidi cursar Educação Física e mudei para Londrina”, conta.

O ano era 1983. Embora na época o handebol ainda fosse um esporte pouco conhecido, Ramirez aproveitou todas as oportunidades para aprofundar seus conhecimentos na área. “Me dediquei bastante, fiz cursos fora, procurei me aperfeiçoar.” Ao se formar, recebeu convite para trabalhar em Terra Roxa, cidade da região Oeste do Paraná. “Com seis meses de trabalho já fomos campeões paranaenses escolares.” O próximo destino foi Iporã, município próximo a Pérola, onde o treinador permaneceu por 11 anos. A volta a Londrina aconteceu em 1998, a convite da Unifil.

Títulos - Em 15 anos à frente da equipe londrinense de handebol Giancarlos Ramirez ajudou a trazer para a cidade vários títulos, como o de tricampeão universitário, bicampeão da Liga Nacional (2005 e 2009), campeão pan-americano (2009) e quinto colocado no Mundial do Catar, em 2010. Em 2013 as dificuldades financeiras do time levaram Ramirez a abandonar a atividade, não sem antes levá-lo a conquistar o vice-campeonato da Copa Brasil e o terceiro lugar nos Jogos Abertos do Brasil. Após dois anos longe do esporte, o treinador aceitou o desafio de dirigir novamente a equipe de handebol da cidade, agora chamada Unopar/Paiquerê FM/Blindex/Londrina.

“A vida inteira me dediquei ao esporte. Foi muito difícil para mim fazer outra coisa. Hoje as expectativas são boas, e este título que vou receber na Câmara nos dá (a equipe) ainda mais ânimo. É uma forma de valorizar nosso trabalho e nos incentivar a continuar”, afirma o treinador. Ele ressalta que o momento também é favorável ao Projeto Arremessando para o Futuro, desenvolvido em parceria com a Fundação de Esportes de Londrina (FEL) para incentivar a prática esportiva e detectar talentos em bairros da cidade. “São cinco polos, envolvendo cerca de 400 crianças de 9 a 16 anos. O polo mais forte por enquanto é o do Colégio Olympia Tormenta, no Conjunto João Paz (zona Norte), mas o objetivo agora é que todos (os polos) sejam melhor estruturados”, afirma, lembrando que os treinos são feitos pelo atleta Leandro Vinícius Floriano.

Jamil Janene ressalta que Giancarlos Ramirez foi um dos responsáveis por divulgar o nome de Londrina no território nacional e até internacionalmente, apesar da recorrente falta de recursos enfrentada pelo esporte. “O Giancarlos adotou a cidade, lutando sempre com uma estrutura precária para manter nossa equipe de handebol entre as melhores. Além disso, desenvolve importante trabalho social nos bairros. Tudo isso faz dele merecedor do título de Cidadão Honorário”, afirma o vereador.

Asimp/CML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios