Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Com 13 meses de atuação como técnico do Flamengo e cinco títulos conquistados pelo clube, Jorge Jesus se tornou o ídolo de muitos torcedores. Ele, inclusive, se tornou letra de música. É que MC Bochecha, Grazy Dolls, Mc Nego Ney, Alex Cohen e Ivo Meirelles gravaram uma canção em homenagem ao Mister, na quarta-feira, no estúdio DG3, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.

A letra de 'Valeu, Mister' é de David Gomes, MC Buchecha e MC Koringa. "A música é uma forma de gratidão, porque o Jorge Jesus veio de um país diferente do dele, de um futebol jogado e disputado de forma mais competitiva. E, apesar de todas as desconfianças quem as pessoas tinham dele, ele conseguiu superar as expectativas conquistando títulos importantes em tão pouco tempo. Ele fez até isso tudo parecer fácil. Valeu, Mister", destaca Buchecha.

Rubro-Negra assumida, Grazy Dolls comemorou a participação na música. “ O Buchecha me convidou para gravar essa homenagem ao Mister e eu topei na mesma hora! Foi uma forma de demonstrar gratidão a esse profissional que fez história com o meu Mengão! Fiquei muito feliz também por poder dar voz as mulheres que curtem e torcem pelo seu time! O futebol é para todos!”, acredita a cantora.

A prática de fazer músicas relacionada ao Flamengo não é novidade. "Todo ano a gente reúne uma turma de artistas e torcedores rubro-negros e cria uma ala de compositores para entoar cânticos de amor ao Flamengo. Como esse ano tivemos o isolamento social, por conta da pandemia, não foi possível reunir todo mundo pra compor junto. Por isso, centralizamos no estúdio DG3 e fizemos tanto as composições quanto as gravações em duas ou três pessoas. Já no clipe, unimos todo mundo usando máscara e higienizando o ambiente e as mãos com álcool em gel. Assim, conseguimos prosseguir com o projeto de maneira reduzida, mas tão igualmente emocionante e cheio de paixão pelo time mais querido", explica Buchecha.

O sorriso no rosto do funkeiro dá lugar a uma leve tristeza quando ele fala sobre a saída de Jesus do comando do Mengão. "Ficamos tristes com a saída dele, porque ele se tornou um ídolo da nação. Como ele renovou o contrato com o o Flamengo, parecia que ficaria mais tempo conosco para continuar nos dando alegrias e títulos. Mas entendemos que ele queria retornar para a terra Natal dele e ficar mais próximo da família. O sentimento que ficará é de saudade, mas também de muita gratidão", avalia.

notaem1mao@gmail.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios