Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Coluna Social 19/09/2017  13h18

Prefeitura firma parceria com a UEL em busca de mais eficiência na administração pública

Medida irá permitir o mapeamento de processos, levantamento de informação e de custos, diagnóstico do Sistema de Compras Públicas e de indicadores

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, assinou, de forma eletrônica, na manhã de ontem (18), em seu gabinete, um Termo de Cooperação Técnica com a Universidade Estadual de Londrina (UEL), que vai permitir que o Núcleo Interdisciplinar de Gestão Pública (NIGEP) da universidade desenvolva atividades junto à Secretaria Municipal de Gestão Pública e Controladoria-Geral.

A parceria irá permitir o mapeamento de processos, levantamento de informação e de custos, diagnóstico do Sistema de Compras Públicas e de indicadores como eficiência, eficácia e efetividade das políticas públicas. O objetivo é elaborar propostas, ideias e ajustes nos processos e procedimentos, que possam tornar o processo de compras mais ágil e transparente, dar efetividade às políticas públicas, visando atender acima de tudo a qualidade dos serviços prestados à população.

O prefeito Marcelo Belinati destacou que a intenção da parceria é buscar mais eficiência na gestão pública. “A academia tem que ser um instrumento para buscarmos agilidade e eficiência, porque é isso que vai fazer com que possamos gastar menos, oferecendo mais e melhores serviços à população”, salientou. O prefeito solicitou à equipe do NIGEP que, se possível, execute um estudo sobre o dimensionamento da estrutura, para que a Prefeitura possa ter uma visão exata, embasada em estudos, do tamanho da máquina pública do Município.

O secretário municipal de Gestão Pública, Fábio Cavazotti, explicou que o NIGEP é um órgão que congrega diversos departamentos da UEL, onde são desenvolvidos estudos na área de gestão pública. “Estes profissionais irão trabalhar em parceria com a Prefeitura, no levantamento de informações. Isto será de fundamental importância para entendermos melhor a administração de toda a cadeia de suprimentos, que vai da solicitação à fiscalização do contrato, passando pela licitação. Com isso, poderemos identificar os gargalos e as dificuldades, para então propormos melhorias e ajustes, a fim de que tenhamos mais eficiência no processo de compras públicas”, destacou.

Segundo Cavazotti, há um interesse mútuo entre o Município e a UEL em firmar esta parceria. “A UEL tem interesse de desenvolver estudos práticos na área de gestão pública e nós de contarmos com a expertise da universidade. Ao realizarmos estes estudos poderemos absorver propostas e ideias para que possamos melhorar o trabalho realizado tanto pela Secretaria de Gestão Pública, especificamente na área de Sistema de Compras Públicas, quanto pela Controladoria do Município, que tem o sistema de controle e efetividade dos recursos públicos aplicados. E a universidade aproveitará todo este trabalho como fonte de estudos e pesquisas”, explicou.

De acordo com o controlador-geral do Município, João Carlos Barbosa Perez, a ideia do Termo de Cooperação com a UEL é aproximar a administração pública com a academia, para que a Prefeitura possa desenvolver ações, como a implantação de um sistema de custos, que é uma exigência legal, disponibilizando informações relevantes ao cidadão no Portal de Transparência do Município. “Este termo irá contribuir para fortalecer a transparência e dará condições para que o cidadão possa participar do dia a dia da administração pública. Assim, ele poderia ter acesso, por exemplo, ao custo das Unidades Básicas de Saúde, ao estoque de suprimentos de todas as unidades do município, entre outras coisas”, frisou.

A coordenadora do NIGEP, Vera Suguihiro, destacou que a parceria irá juntar o campo empírico da Secretaria de Gestão Pública, que oferece toda a materialidade para que a academia poder intervir, com o trabalho científico da UEL, possibilitando que a comunidade ganhe com a melhoria do processo de gestão pública. “Temos uma equipe interdisciplinar, de diferentes áreas do conhecimento, que vai dedicar sua expertise na discussão das compras públicas, licitação, controladoria, transparência e controle social. Quem ganha com isso é o cidadão e o próprio Município, com celeridade e muita transparência”, frisou.

Também estiveram presentes na reunião, o assessor para Assuntos Estratégicos da Prefeitura, Luiz Figueira de Mello; a reitora da UEL, Berenice Jordão, professores, residentes e outros representantes da Universidade, além de servidores da Secretaria de Gestão Pública e Controladoria-Geral.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios