Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Coluna Social 07/04/2017  09h38

Vereador questiona avaliação médica de servidores

Duplo homicídio e outros crimes cometidos esta semana em Londrina embasam pedido de informação protocolado em urgência pelo vereador João Martins

Os crimes que abalaram o País no início desta semana e resultaram na morte de duas pessoas e outras quatro feridas por arma de fogo levaram o vereador João Martins (PSL) a protocolar em regime de urgência, nesta quinta-feira (6), pedido de informação questionando o Executivo sobre o acompanhamento à saúde de servidores do Município. O documento é justificado pela gravidade dos fatos ocorridos na última segunda-feira, quando, de acordo com informações divulgadas por veículos de comunicação da cidade, o guarda municipal Ricardo Leandro Felippe teria cometido duplo homicídio qualificado, tentativa de homicídio e roubo.

O vereador lembra ainda, na justificativa do pedido de urgência, que a defesa do guarda municipal alega que o servidor encontrava-se com problemas psicológicos e já haviam sido feitas denúncias ao Ministério Público e à Guarda Municipal. Segundo o parlamentar, o servidor já dava sinais de que não se encontrava apto para exercer suas funções.

João Martins pergunta como tem sido feito o acompanhamento, controle e atenção a servidores que se encontram em condições psicológicas semelhantes à apresentada por Felippe e se existe algum tipo de avaliação periódica e afastamento das funções, dependendo da avaliação médica.

Por meio do pedido de informação o vereador quer saber, ainda, quais medidas preventivas estão sendo tomadas, visto que a profissão de guarda municipal está diretamente ligada ao estresse cotidiano, situação agravada pelo fato de este profissional desenvolver suas funções armado. “É preocupante a falta de assistência ao servidor. Esta tragédia talvez tivesse sido evitada se houvesse assistência médica adequada”, afirma o parlamentar.

O pedido de informação aprovado na sessão ordinária desta quinta-feira é assinado também pelos vereadores Eduardo Tominaga (DEM), Ailton Nantes (PP) e Amauri Cardoso (PSDB) e pela vereadora Daniele Ziober (PPS).

ASCOM/CML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.