Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Construindo Cidadania 20/05/2020  11h13

Os desafios

Muitos ainda são os desafios do trabalho voluntário em vários países latino americanos, no Brasil não é diferente e pelo tamanho do país diria que o desafio é maior ainda. Por falta de apoio efetivo dos governos em todos os níveis e a sociedade civil ainda não se mobilizou de forma organizada e sem medo de “concorrência” para tornar isso uma realidade no Brasil.

Precisamos de uma plataforma que possa atender as mais diferentes OSC’s e nos mais distantes locais do país, da maneira mais simples e objetiva sem complexidades demais e com o maior número de informações possível.

Os países precisam encontrar uma forma de ter uma plataforma única de oferta e apresentação de trabalhos voluntários, é fundamental para não só facilitar para as OSC’s e também para os voluntários ou interessados, como para pesquisas e facilidade de orientações sobre o assunto, todos buscando um local único para este assunto poderão ser melhor orientados, não haverá superposição de trabalhos e nem retrabalho por parte das OSC’s que hoje precisam colocar suas ofertas em várias plataformas e até mesmo na mídia tradicional que normalmente não da muita atenção as nossas solicitações, quando se diz respeito a captação de voluntários, mesmo em tempos de calmaria fora de grandes crises.

Portanto é urgente para o VOLUNTARIADO, termos essa plataforma unificada nacional, com apoio de vários organismos para se manter em ordem e atualizada e sendo uma plataforma nacional de grande interesse, pois hoje falamos na ordem de 40.000.000 de pessoas interessadas no assunto voluntariado, mas que creio que com organização poderia aumentar substancialmente e passar a chamar a atenção de empresas para anúncios, tornando a sua manutenção muito mais fácil e sustentável.

O grande sonho obvio, uma plataforma que pudesse atender toda a américa latina, ai sim seria uma dadiva para o voluntariado e para as OSC’s, promovendo uma integração regional e a facilitação do intercambio de voluntários entre os países.

Vamos sonhar e trabalhar, quem sabe não sei em que tempo poderemos ter plataformas integradoras e não o que temos hoje plataformas totalmente pulverizadas pelas regiões que não conseguem fazer o seu papel nem mesmo regional, por falta de integração e apoio de forma mais ampliada e consciente de nosso papel no terceiro setor. Não estamos lutando um com o outro, mas sim lutamos por um único objetivo todos, um mundo melhor para todos. Vamos entender isso?

Roberto Ravagnani é palestrante, jornalista (MTB 0084753/SP), radialista (DRT 22.201), conteudista e Consultor especialista em voluntariado e responsabilidade social empresarial. Voluntário palhaço hospitalar desde 2000, fundador da ONG Canto Cidadão, da IPA Brasil e da AFINCO, Associado para o voluntariado da GIA Consultores no Chile, fundador da Aliança Palhaços Pelo Mundo, Conselheiro Diretor da Rede Filantropia, sócio da empresa de consultoria Comunidea, criador e gestor de eventos filantrópicos, porta voz pela ONU, Membro Engage for business, Líder Internacional de Yoga do Riso e Conselheiro de Relações Sociais e Familiares do Instituto i. s. de desenvolvimento e sustentabilidade Humana. www.robertoravagnani.com.br

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios