Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Além de atuar no filme Benzinho, ela também escreveu o roteiro do longa-metragem, dirigido por seu marido, Gustavo Pizzi. Na conversa, com os jornalistas do Núcleo de Comunicação da organização,a atriz revela o profundo amor que sente pelos filhos e a carreira,entrelaçando arte e cotidiano. As quatro perguntas dessa coluna semanal que vai ao ar no site do Itaú Cultural, jogam luz nas perspectivas de seus convidados sobre esses tempos, aproximando o públicode pessoas que atuam na área da cultura

A atriz, roteirista e diretora Karine Teles é a nova convidada da colunaUm Certo Alguém que o site do Itaú Cultural,www.itaucultural.org.br, coloca no ar nesta quinta-feira, dia 10. Ela é conhecida do grande público por papeis em filmes como Que Horas Ela Volta? Fala Comigo, Bacuraue Benzinho, pelo qual venceu os prêmios Grande Otelo e Kikito, ambos na categoria de melhor atriz, e oprêmio da Academia Brasileira de Cinema. “Além de me emocionar com obras de arte que pesquiso, assisto, leio e ouço, eu me emociono com as pessoas”, conta eladurante a conversa com os jornalistas do Núcleo de Comunicação da organização.

Nas entrevistas semanais publicadas emUm Certo Alguém, são feitas quatro perguntas aos entrevistados: qual é a história de sua maior saudade?o que o emociona no dia a dia? como você se imagina no amanhã?e quem é?Elas abordam passado presente e futuro, de forma a aproximar, a cada nova edição da série,público epersonalidades do meio da arte e da cultura.

Karine tem 42 anos, acumula 25 de carreirae conta ser a sua maior saudade é daavó materna, Maria, que descreve como uma mulher incrível, divertida e iluminada. “Foi corajosa e se divorciou do meu avô quando isso ainda era considerado um escândalo. Adorava bailes da terceira idade. Uma vez foi eleita rainha da primavera e desfilou em carro aberto na parada de Sete de Setembro de Petrópolis”, relembra. No dia a dia, se emociona com os melhores amigos, Camilo e Bruno. “Nossas conversas por vídeo me enchem de amor”, diz. Outra coisa que menciona é a possibilidade de ver os filhos crescerem, conquistarem independências e desenvolverem personalidades e afetos.

Sobre o amanhã, ela diz:“tenho vontade de envelhecer ainda trabalhando, escrevendo, atuando e observando a vida a partir das novas lentes que a maturidade vai fornecendo.”nKarina Teles se vê como uma mulher comum, cheia de sonhos. Extremamente apaixonada pelo trabalho e os filhos.

Para acessar as edições anteriores de Um Certo Alguém:https://www.itaucultural.org.br/secoes/entrevista/um-certo-alguem-leia-entrevistas-coluna

Cristina R. Durán/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.