Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

No domingo (28), as bandas Beatrice, Crappy Jazz e The Shorts se apresentam no Bar Valentino; outros dois eventos musicais acontecerão em agosto e outubro

O Palco AlmA Londrina inicia neste domingo (28) a edição 2019, reunindo bandas de rock de Londrina e Curitiba no Bar Valentino. Realizado pela AlmA Londrina Rádio Web, o Palco AlmA Londrina promove, pelo quinto ano seguido, shows em diferentes espaços, promovendo a música autoral londrinense e trazendo artistas de outras cidades e estados. O projeto conta com patrocínio da Prefeitura de Londrina, por meio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (PROMIC).

Na abertura da edição 2019, o público poderá conferir, a partir das 18 horas, as bandas Beatrice e Crappy Jazz, ambas de Londrina, e The Shorts de Curitiba. Os três eventos musicais do Palco começam agora em abril e retornam em 10 de agosto, no Cativeiro Bar, com Senzala Hi Tech de São Paulo, Uzi e Etnyah; encerrando em 19 de outubro, na Vila Cultural AlmA Brasil, quando se apresentam Raissa Fayet de Curitiba, Maracatu Semente de Angola e Caburé Canela.

Para a entrada, será arrecadado um quilo de alimento não perecível. E, em todos os eventos do Palco AlmA Londrina, haverá a participação do projeto Passos Pro Futuro, com apresentações de dança C. Walk. O grupo é coordenado pelo dançarino Vasco Roveral, e atende crianças do bairro União da Vitória.

As bandas

O grupo The Shorts surgiu no começo de 2014 em Curitiba. A formação atual conta com a vocalista Natasha Durski e a baixista Andreza Michel (Uh La La!), Babi Age (Uh La La!) na bateria, Taís D’Albuquerque (Rabo de Galo) e Daniel K. (ex-YokoFive) nas guitarras. O The Shorts faz rock alternativo com influências de gêneros variados como noise, shoegaze, soul e girl power. Após um ano de atividades a banda lançou o primeiro álbum de estúdio e recebeu elogios em vários sites e publicações de música, com destaque ainda para os elogiados shows do quarteto.

Já o Crappy Jazz, de Londrina, iniciou as atividades em 2015, e agora, toca com nova formação. O grupo é formado por Renan Sanches (Vocal), Silva Leonel (Baixo e Vocal) e Yuri Muller (Bateria). A banda faz uma música com influências que vão desde o hardcore, o noise e também a música regional. Nomes como Sepultura e Nação Zumbi fazem parte das influências da dupla. A banda lançou 4 faixas ‘single’ entre 2016 e 2017, através de canais como o youtube e tocou durante dois anos no Festival Demosul. O trio lançou o primeiro álbum “Véspera” em 2018.

Também de Londrina, a Beatrice surgiu em 2007 formada por Mayara Scudeler (guitarra), Isabela Gomes (bateria), Suy Correia (vocal e guitarra) e Catia Simões (baixo), com influência de gêneros como o “Punk Riot”.  Ao longo dos anos de 2008/2009 a banda tocou em várias cidades do interior do Paraná e São Paulo e dividiu palco com bandas como Diabatz, Fake Number e Dominatrix. Dez anos depois, Beatrice volta aos palcos com um novo fôlego para criação de músicas próprias, um som um pouco mais maduro e toda a personalidade que acompanha a banda desde o início. Para 2019 pretendem lançar o primeiro EP.

Sobre o projeto – O Palco Alma Londrina surgiu em 2014. Desde então, já passaram pelo projeto 18 bandas locais e 13 artistas de fora. As edições anteriores totalizaram 31 apresentações artísticas, em 11 eventos diferentes nas quatro edições.

Juliana Gonçalves/NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios