Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Benefício disponibilizado por conta da pandemia irá repassar três parcelas de R$600 a trabalhadores do setor cultural; solicitação deve ser feita até 14 de setembro

Trabalhadores da área de cultura já podem se cadastrar para o auxílio emergencial da Lei Aldir Blanc (lei federal 14.017/2020), para pessoa física. O benefício é voltado aos agentes do setor cultural, que sofrem os revezes do esvaziamento das atividades por conta do coronavírus, e será disponibilizado em três parcelas, no valor de R$600 cada uma. Para receber a renda emergencial, é preciso atender aos requisitos e preencher o cadastro on-line, no site https://www.sic.cultura.pr.gov.br/auxilio/renda.php. No Paraná, o cadastramento estará disponível até 14 de setembro.

Para solucionar dúvidas sobre o benefício, a Secretaria Municipal de Cultura disponibiliza o telefone (43) 3371-6610. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas.

O secretário municipal de Cultura, Caio Julio Cesaro, esclareceu que o governo federal publicou, na terça-feira (18), o decreto 10.464/2020, regulamentando a Lei Aldir Blanc. “A lei apresenta três modelos de apoio, que são a renda mensal emergencial, subsídio para espaços artísticos e culturais, e o fomento, por meio de prêmios e editais. E o decreto, publicado ontem pelo governo federal, dividiu competências, colocando a cargo dos Estados a renda mensal e o fomento. Aos Município, caberá o subsídio e, também, os fomentos”, detalhou.

O cadastramento para pessoa física e distribuição dos recursos estão a cargo da Secretaria da Comunicação Social e da Cultura do Paraná, com apoio dos municípios. Os editais e chamamentos podem ser conferidos na página do governo do Estado.

O novo decreto federal apresenta ainda a necessidade de estados e município fazerem a regulamentação local da Lei Aldir Blanc, que irá destinar R$3 bilhões para o setor cultural em todo país. “Estamos trabalhando nesse decreto municipal, para implementar a lei no Município de Londrina, junto com a Controladoria-Geral e a Procuradoria-Geral do Município. E com acompanhamento pari passu do Conselho Municipal de Política Cultural”, ressaltou o secretário.

Requisitos

Para obter a renda mensal via Lei Aldir Blanc, o solicitante não pode receber, cumulativamente, o auxílio emergencial. É preciso ter idade igual ou superior a 18 anos, ter atuação social ou profissional nas áreas artística e cultural nos últimos dois anos, comprovadas em foto, como artista, técnico, gestor ou produtor cultural. O limite de renda familiar mensal para acesso ao benefício é de até meio salário mínimo por pessoa, ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos.

Em uma mesma família, poderão ser destinados até dois benefícios de R$600. Mães solo ou chefes de família terão direito ao dobro do benefício. O profissional que solicitar o auxílio não poderá ter emprego formal ativo, nem ser titular de benefício previdenciário, assistencial, do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, exceto Bolsa Família. Também não terá direito à renda mensal emergencial se tiver recebido rendimentos tributáveis acima de R$28.559,70 no decorrer de 2018.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.