Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Instituição está elaborando Plano Museológico, documento que orienta ações e projetos

O Museu Imigrante Holandês, localizado em Arapoti (PR), deu mais um passo na execução do projeto que visa a reestruturar a entidade. Trata-se da definição da Missão e Visão, conceitos que compõem a identidade organizacional. Em dois dias de trabalho (04 e 05/02), os membros da Diretoria da Associação Parque Histórico de Arapoti (A.P.H.A.) analisaram o histórico do Museu e alinharam as perspectivas para o futuro.

Após a reunião, a A.P.H.A. – que é administradora das atividades do Museu –, chegou à redação final da Missão e Visão. O debate aconteceu durante visita técnica da Viés Cultural, empresa que presta assessoria museológica à Associação. Esta foi a primeira etapa na elaboração do Plano Museológico, documento que orienta a gestão e favorece o cumprimento do propósito e função social do Museu.

Maurício Selau, historiador e profissional da Viés Cultural, aponta a relevância deste momento. “É um grande avanço para o Museu Imigrante Holandês chegar a um consenso sobre a sua missão e visão, deixando claro qual é seu propósito e horizonte estratégico, qual é a função que vai exercer na sociedade no longo prazo”, destaca.

O vice-presidente da Associação Parque Histórico de Arapoti, Erik Bosch, também comemora a ocasião. “Depois de um dia e meio de trabalho, agora temos um rumo. Nós conseguimos ter uma missão e uma visão muito claras, e acho que vai ser muito legal continuar trabalhando com um propósito”, afirma.

O propósito do Museu está consolidado na Missão: “Preservar e comunicar a história da colonização holandesa em Arapoti, contribuindo para o sentimento de pertencimento da comunidade e oportunizar a integração por meio de ações culturais e educativas.”

Enquanto a Visão traz o horizonte estratégico, o que se planeja alcançar: “Consolidar o museu como espaço dinâmico de valorização cultural por meio de exposições, pesquisa e ações artístico-culturais.”

Com esta definição, a Diretoria tem boas perspectivas para o futuro do Museu Imigrante Holandês. “Todos estão percebendo que é possível, com as boas parcerias que a Capal tem com grandes empresas, vamos conseguir captar recursos. O planejamento é para os 65 anos da nossa Imigração Holandesa e da Capal: uma reestruturação completa do Museu Imigrante Holandês”, finaliza o vice-presidente Erik Bosch.

Esta ação faz parte do Projeto de Reestruturação do Museu Imigrante Holandês, PRONAC 202349, realizado pela Associação Parque Histórico de Arapoti e conta com o apoio do BRDE e Grasp, e apoio institucional das cooperativas Capal, Ceral e Sicredi.

Museu Imigrante Holandês

O Museu está localizado em Arapoti (PR), onde em 1960 foi constituída uma colônia de imigrantes holandeses. Para valorizar esta história, em 2004, foi fundada a Associação Parque Histórico de Arapoti, que deu início ao Museu Imigrante Holandês, reunindo acervo por meio de doações da comunidade holandesa.

Asimp/Museu Imigrante Holandês

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.