Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Representando a Funcart, Ana levou o 1º lugar na categoria balé clássico solo feminino, além de conquistar bolsas de estudo e convites para participações especiais na Argentina, França, Alemanha e Paraguai

A bailarina Ana Carolina Gonçalves, formada pela Escola Municipal de Dança de Londrina/Funcart no ano passado, tem colecionado importantes premiações e levado o nome da cidade a outros países. Uma das mais recentes conquistas foi o 2º lugar na categoria Balé Clássico Solo no Festival Internacional de Dança Tanzolymp, realizado em Berlim.  Na semana passada, ela participou do FIDPOA – Festival Internacional de Dança de Porto Alegre e novamente teve grande destaque. Levou o troféu de 1° lugar na categoria Balé Clássico de Repertório Variação Feminina (Adulto) e, em dupla com o dançarino do Ballet de Londrina Hugo Vargas Zati, faturou o 3° lugar Ballet Clássico de Repertório Grand Pas de Deux (Adulto). Ambos representaram a Funcart, Fundação conveniada com a Prefeitura Municipal de Londrina. O FIDPOA aconteceu na capital gaúcha de 7 a 15 de junho e contou com a participação de bailarinos da América do Sul, colocando-os em contato com importantes profissionais do mercado internacional da dança.

Além das apresentações no palco principal e das competitivas, o evento realiza masterclasses, atividades paralelas e feiras que propiciam o diálogo com professores, coreógrafos e curadores de países da Europa, América do Norte, América Latina e Ásia. “O evento é muito organizado, achei muito bem pensado e uma ótima experiência e oportunidade pra qualquer um”, opina Ana. Estes intercâmbios renderam à bailarina londrinense uma série de convites para participações no exterior. Da América Latina, Ana recebeu bolsa de duas semanas no Ballet Estudio em Buenos Aires (Argentina) e estadia de cinco semanas no Ballet Clásico y Moderno Municipal de Assunción (Paraguai) para participar da montagem de “La Bayadére”, com Orquestra Sinfônica Nacional e temporada prevista entre outubro e novembro de 2019.

Na Europa, recebeu um mês de bolsa no Paris Marais Dance School (França), uma semana no Staatliche Balletschule Berlim (Alemanha) e um ano no Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez em Portugal, previsto para 2020. Por sua performance em Porto Alegre, Ana também foi escolhida para a seletiva brasileira do YAGP - Youth America Grand Prix e do Prix de Lausanne America Latina, além de classificada para o Festival Internacional de Dança de Fortaleza 2020 - Fendafor (CE).

Diante de tantas oportunidades, a bailarina diz que está estudando como ficará sua agenda até o próximo ano. “Não esperava mesmo um resultado tão positivo, ainda não caiu a ficha. Não sei se vou realizar todas as atividades internacionais porque é realmente muita coisa, mas confesso que estou muito empolgada e gostaria de ir em tudo”, confessa Ana. Mesmo formada há quase um ano, a bailarina mantém uma rotina intensa de ensaios da Funcart para se preparar para as competições. São cerca de quatro horas de ensaios diários, inclusive aos fins de semana, com apoio dos professores da Escola Municipal de Dança de Londrina.

“A Ana é dessas bailarinas que se transformam quando entram em cena, magnetizam a plateia e transformam qualquer coreografia, por mais simples que seja, em um momento especial”, define o professor Marciano Bolleti. “A Ana Carolina tem o perfil de uma estrela da dança: é disciplinada, exigente e – o que salta aos olhos – gosta muito do que faz”, opina Luciana Lupi, coordenadora da Escola Municipal de Dança.

Renato Forin Jr./Asimp

Ana Carolina Gonçalves com Carla Bublitz, organizadora do FIDPOA, no Theatro São Pedro, em Porto Alegre – Foto: Divulgação

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios