Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Por meio das leis de incentivos fiscais, o banco apoiou o projeto paranaense com R$ 37 mil em 2020

Com as mudanças causadas pelo início da pandemia, muitas instituições que prestavam serviços a pessoas em situação de vulnerabilidade se viram em uma situação difícil. Com a falta de contato humano, elas precisaram se reinventar.

Um exemplo disso é o projeto Academia Banda Marcial, da Guarda Mirim de Londrina. No interior do Paraná, a iniciativa ensina, atualmente, 45 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social a tocar instrumentos e formar uma banda. Os alunos estão matriculados na Rede Pública de Ensino de Londrina e dos distritos de Guaravera e Lerroville. A banda deve alcançar 60 alunos ainda este ano.

 “Eu dediquei minha vida a este trabalho. Gosto de dizer que nós plantamos uma semente, porque a música proporciona isso. Ela melhora a concentração e traz diversos benefícios às crianças. Ver eles tocando realmente nos toca, eles ficam radiantes”, diz o gerente geral de projetos, Claudio Melo.

No entanto, com o distanciamento social, a Banda precisou continuar suas aulas de uma maneira diferente, online. ”Os alunos levaram seus instrumentos para casa e nós treinamos assim, distantes”, afirma o gerente. Ele também conta que neste meio tempo, usou o apoio do que recebeu do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) para manter a associação e o que sobrava para fazer adaptações no espaço e comprar novos instrumentos.

“Com o dinheiro que conseguimos fazer sobrar, vamos juntar para comprar novos instrumentos. Como usamos de sopro e percussão, precisamos manter a qualidade para as crianças tocarem bem”, finaliza. A instituição recebeu o apoio do banco em 2017, 2018 e 2020.

Incentivos Fiscais

O BRDE, como agente de desenvolvimento social, econômico e cultural do Paraná, está sempre apoiando, por meio de leis de incentivos fiscais, diferentes projetos sociais, do esporte, da cultura e também da saúde.

“Nossas iniciativas são direcionadas para a política de responsabilidade socioambiental e compromisso com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Temos muito orgulho em nos intitular um banco inovador, que está na vanguarda e apoia projetos que visam um amanhã melhor para todos”, afirma o vice-presidente e diretor de operações do BRDE, Wilson Bley Lipski.

Em 2020, foram selecionados 106 projetos no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, que totalizaram R$ 4,3 milhões de recursos.

Julia Duda/BRDE PR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.