Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Por meio das leis de incentivos fiscais, o banco apoiou o projeto paranaense com R$ 37 mil em 2020

Com as mudanças causadas pelo início da pandemia, muitas instituições que prestavam serviços a pessoas em situação de vulnerabilidade se viram em uma situação difícil. Com a falta de contato humano, elas precisaram se reinventar.

Um exemplo disso é o projeto Academia Banda Marcial, da Guarda Mirim de Londrina. No interior do Paraná, a iniciativa ensina, atualmente, 45 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social a tocar instrumentos e formar uma banda. Os alunos estão matriculados na Rede Pública de Ensino de Londrina e dos distritos de Guaravera e Lerroville. A banda deve alcançar 60 alunos ainda este ano.

 “Eu dediquei minha vida a este trabalho. Gosto de dizer que nós plantamos uma semente, porque a música proporciona isso. Ela melhora a concentração e traz diversos benefícios às crianças. Ver eles tocando realmente nos toca, eles ficam radiantes”, diz o gerente geral de projetos, Claudio Melo.

No entanto, com o distanciamento social, a Banda precisou continuar suas aulas de uma maneira diferente, online. ”Os alunos levaram seus instrumentos para casa e nós treinamos assim, distantes”, afirma o gerente. Ele também conta que neste meio tempo, usou o apoio do que recebeu do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) para manter a associação e o que sobrava para fazer adaptações no espaço e comprar novos instrumentos.

“Com o dinheiro que conseguimos fazer sobrar, vamos juntar para comprar novos instrumentos. Como usamos de sopro e percussão, precisamos manter a qualidade para as crianças tocarem bem”, finaliza. A instituição recebeu o apoio do banco em 2017, 2018 e 2020.

Incentivos Fiscais

O BRDE, como agente de desenvolvimento social, econômico e cultural do Paraná, está sempre apoiando, por meio de leis de incentivos fiscais, diferentes projetos sociais, do esporte, da cultura e também da saúde.

“Nossas iniciativas são direcionadas para a política de responsabilidade socioambiental e compromisso com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Temos muito orgulho em nos intitular um banco inovador, que está na vanguarda e apoia projetos que visam um amanhã melhor para todos”, afirma o vice-presidente e diretor de operações do BRDE, Wilson Bley Lipski.

Em 2020, foram selecionados 106 projetos no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, que totalizaram R$ 4,3 milhões de recursos.

Julia Duda/BRDE PR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios