Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

No mês de março, o circuito criado em 2017 vai debater as questões de gênero por meio de textos de 5 autoras brasileiras e uma portuguesa, com organização de Jéssica Ramos e parceria do Instituto Cultural Arte Brasil; Revista D'arte e Quadrilha Junina Estrela do Divino.

Criado há mais de 20 anos em Londrina, o batuque na caixa atua com cultura na interface com educação e ações sociais para crianças, adolescentes e jovens, de forma gratuita e com foco na cultura brasileira. Já atendeu mais de 7 mil alunos e se espalhou por mais 3 cidades do Paraná. Atualmente possui atividades também no interior de São Paulo e Sergipe, atividades estas voltadas para ações virtuais e mobilização social por conta da pandemia.

Em 2017, começou a ser desenvolvido o Circuito Internacional de poemas batuque na caixa com publicação de material literário e exposição com autores paranaenses e em seguida brasileiros em mais de 300 cidades pelo mundo. O circuito foi apresentado em Portugal em janeiro de 2019 e foi destaque no festival Londrix; Encontro de poetas em Cuba; Flip 2020 e Fórum Social Mundial 2021.

No mês de março, o circuito vai debater as questões de gênero por meio de textos de Nilva Zolandek; Cinthia Cortegoso; Maria Helena de Morais;, Nereide Santa Rosa; Mariana Bittencourt e a portuguesa Josefa Lima com organização de Jéssica Ramos e parceria do Instituto Cultural Arte Brasil; Revista D'arte e Quadrilha Junina Estrela do Divino (SE). Os textos serão apresentados no blog oficial do batuque na caixa (www.batuquenacaixa.blogspot.com) e nas redes sociais dos parceiros institucionais.

O circuito de poemas batuque na caixa foi finalista do Prêmio Internacional Iberbibliotecas 2020.

Asimp/Batuque na Caixa

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios