Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Podem participar alunos de escolas municipais, estaduais e particulares, que se encontram a partir do 4º ano do Ensino Fundamental

A ONG Londrina Pazeando, com apoio do Conselho Municipal de Cultura da Paz (COMPAZ), está promovendo a 18ª edição da coletânea Londrina Pazeando. A proposta da iniciativa é produzir um livro com textos de alunos de escolas municipais, estaduais e particulares da cidade, o qual será divulgado tanto de forma digital como impressa. As inscrições foram abertas no dia 1 de julho e se estenderão até 30 de agosto.

Para participar é simples, basta a unidade de ensino interessada enviar aos seus alunos as duas perguntas que deverão ser respondidas, com o objetivo de integrar a coletânea: “O que você sentiu e aprendeu jogando a Trilha da Paz?” e “Por que foi importante Londrina pazear nestes 20 anos?”.

A primeira questão diz respeito ao game virtual “Trilha da Paz”, que pode ser acessado clicando aqui. Em formato de tabuleiro o jogo busca trazer informações sobre o conceito de paz, de uma maneira lúdica e didática. Já a segunda pergunta refere-se ao trabalho desenvolvido pela ONG Londrina Pazeando durante os seus 20 anos de atividade no município.

Links de apoio para a produção dos textos, bem como a ficha de inscrição, podem ser encontrados por meio do regulamento do projeto (londrinapazeando.org.br/livro-2020-regulamento/). Ao todo as redações devem conter, no máximo, de 10 a 20 linhas.  Vale ressaltar que somente é permitida a inscrição de alunos que se encontram a partir do 4º ano do Ensino Fundamental.

Após o recebimento das respostas, a escola participante deverá selecionar três textos, que vão integrar o livro digital do Londrina Pazeando, e enviá-los ao e-mail londrinapazeando@gmail.com. O exemplar on-line ficará acessível a qualquer pessoa, através do site da ONG. A obra física, por sua vez, será lançada somente na terceira semana de novembro e contará com apenas uma redação de cada escola. A ideia é que ainda seja realizada uma noite de autógrafos, na Livraria Curitiba do Shopping Catuai, com a participação de todos os alunos do projeto – esta proposta, porém, depende da evolução no combate à pandemia do novo coronavírus.

Segundo o secretário do COMPAZ e gestor do Londrina Pazeando, Luis Claudio Galhardi, a iniciativa é uma das atividades promovidas pela ONG com o objetivo de refletir sobre o bem comum da sociedade. “Nestes últimos 20 anos, a ONG Londrina Pazeando tem cumprido com o propósito de educar para a paz. Este conceito é muito amplo, pois envolve uma série de questões globais. Significa, portanto, que não dá para promover paz somente para você, afinal é algo muito mais coletivo. Dentro desta proposta temos realizado diversas atividades com o intuito de fazer com que as pessoas reflitam no bem uma das outras”, afirmou.

Na última edição da coletânea Londrina Pazeando, realizada em 2019, 29 escolas participaram da ação e 96 alunos foram contemplados. O projeto é uma organização da ONG Londrina Pazeando, com apoio do COMPAZ, da Secretaria Municipal de Educação (SME), da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), do Núcleo Regional de Educação de Londrina e do Sindicato das Escolas Particulares de Londrina (SINEPE).

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios