Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Projeto recebeu aporte e capacitação após ser escolhido como vencedor do programa Educar para Transforma, do Instituto MRV

Escolhido do público na 4ª chamada do programa Educar para Transformar, o Coletivo de Contadoras de História Rosazul foi até a sede do Instituto MRV, em Belo Horizonte (MG), para dar início à parceria com a organização sem fins lucrativos. Além de oficializar o momento, o encontro teve como objetivo a capacitação e orientação dos representantes do projeto.

Durante o evento, o Coletivo teve a oportunidade de entrar em contato com os projetos selecionados de outras cidades dos estados do Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Ceará, Amazonas e São Paulo. No treinamento os representantes dos projetos puderam entender um pouco mais sobre métrica de resultados e gestão de projetos. Essa troca de conhecimento foi avaliada como o ponto alto do projeto. “Partilhar e ouvir as experiências uns dos outros foi muito bom e enriqueceu ainda mais nosso treinamento”, conta Luiz Fernando da Silva, do Coletivo de Londrina.

Nos próximos quatro meses os projetos receberão cada um a quantia de R$ 30 mil para se desenvolver e realizar as ações em prol da comunidade onde estão inseridos. “Essa etapa do programa Educar para Transformar é importante para nos aprofundarmos ainda mais em relação a cada projeto, entendendo suas necessidades e como irão atuar. Ainda, orientá-los é ajudá-los a dar os primeiros passos, tanto na questão administrativa quanto no desenvolvimento das ações educacionais, para que possam depois caminhar sozinhos com sucesso”, explica Raphael Lafeta, diretor do Instituto MRV.  

Asimp/Instituto MRV

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios