Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa do Paraná protocolou, por iniciativa do deputado Goura (PDT) e apoio dos demais membros, emenda coletiva à Lei Orçamentária Anual (LOA), que autoriza o governo a realizar suplementações orçamentárias ao setor cultural até o valor de 1,5% do orçamento estadual. Assinam a emenda os deputados Ademir Bier (PSD), presidente da Comissão; Tadeu Veneri (PT), vice-presidente, e os membros Boca Aberta Jr. (PROS), Cantora Mara Lima (PSC), Galo (PODE) e Rodrigo Estacho (PV).

“Tivemos o apoio de todos os titulares da Comissão de Cultura e agora temos cerca de um mês para mobilizar a sociedade, os artistas, os produtores e todos os trabalhadores da cultura para pressionar o Governo para incluir no orçamento verbas no valor de 1,5%”, comentou Goura. “Só com mobilização vamos mudar o cenário atual. Por isso, também lançamos a campanha #culturamerecemais para que todos possam trabalhar para aprovarmos o valor de 1,5% para a cultura no Paraná”.

O deputado lembrou que o dinheiro do orçamento para o setor cultural no Paraná vem caindo e é um dos menores valores do Brasil. “Em 2020 foi de 0,34% e neste ano foi só de 0,29%, o que, nos dois casos, é muito pouco. Na proposta para 2022 o valor é ainda menor, só 0,26%”, criticou Goura.

Ele lembrou que no estado do Ceará, por exemplo, a proposta do governo no Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) para 2022 é de 1,5% para a cultura “Temos que avançar para termos mais dinheiro para a cultura no Paraná. Ficar em 0,26% é muito pouco para um estado como o Paraná, que tem o 5º maior PIB do Brasil, enquanto o Ceará é o 13º, numa comparação simples”, completou.

Goura citou como exemplo que uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas sobre o setor cultural demonstrou que para cada um real investido o retorno é de 13 reais. “Por isso, temos que convencer o governador e sua base parlamentar a aprovar o 1,5% para a Cultura. Também é preciso que as pessoas, aqueles que consomem cultura, façam pressão pela aprovação, além de todos os artistas e trabalhadores da cultura”.

Fundo Estadual de Cultura

Os deputados da Comissão de Cultura também protocolaram outra emenda coletiva que pede dotação orçamentária no valor de R$ 3,5 milhões ao Fundo Estadual de Cultura (FEC), que foi instituído pela Lei 17.043/2011. “Estamos só querendo que o Paraná coloque em prática o que já prescreve a nossa Constituição Federal, que diz, no artigo 215, que é um dever do Estado incentivar, apoiar e garantir o acesso à cultura”, declarou Goura.

ALEP

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.