Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A partir desta sexta-feira (25), as pessoas que admiram a arte do grafite e que desejam aprender mais sobre ela poderão participar de diversas atividades que abordam esta arte. As ações fazem parte do “Mural Cap Style 15 anos”, que conta com o apoio da Prefeitura de Londrina.

A primeira atividade será o workshop de grafite gratuito. Ele acontecerá na sexta-feira (25), das 10h às 16h, no Museu de Arte de Londrina, localizado na Rua Sergipe, 640, no Centro. Para dar início aos trabalhos, às 10h, foi convidado o artista Huggo Rocha. Em seguida, às 14h, será a vez de NaPa Cap Graffiti mostrar seu estilo. Já às 16h, caberá ao organizador do evento, o artista Tadeu Roberto Fernandes de Lima Junior, mais conhecido como Carão ensinar suas técnicas.

Os três artistas ensinarão aos participantes sobre a história do grafite, os materiais mais indicados para a prática da arte, as técnicas mais apropriadas para o uso de spray e mostrarão na prática como eles produzem suas obras. No local, também será comercializado os produtos necessários para a prática do grafite àqueles que desejarem adquirir.

Para participar não é necessário se inscrever antecipadamente. A idade mínima esperada é de 12 anos. Para cada horário, estão sendo disponibilizadas cerca de 30 vagas. Os interessados devem levar consigo um bloco de anotações. O curso é gratuito e aberto ao público.

Bate-papo no Villanova Artigas - Ainda na sexta-feira (25), às 18h30, os cidadãos poderão participar de uma mesa de conversa com o tema “A arte de rua e a sociedade”. Ela acontecerá no auditório Villanova Artigas, localizado na sede da Secretaria Municipal de Cultura (Praça Primeiro de Maio, 110, Centro).

Vão participar os os artistas Napa (Londrina), Guetus (São Paulo), Airá O crespo (Rio de Janeiro), Skor (angolano que reside em Maringá), Devis (Curitiba) e o fotógrafo especialista na captura de imagens de grafite, Madero.  

Segundo o organizador do evento, a expectativa é que o encontro seja um bate-papo com os artistas e com a comunidade que tem curiosidade sobre a arte de rua. Por isso, a conversa será aberta a perguntas, intervenções e de livre debate. “Nossa intenção é que se torne uma grande conversa entre todos os participantes. Quem gosta de art city está convidado a participar, porque será um livre debate”, explicou Carão.

No auditório da Secretaria de Cultura cabem cerca de 40 pessoas sentadas. A entrada é franca.
Pintura do Muro do Cemitério São Pedro - No sábado (26), das 10h às 18h, 48 artistas vão dar início à pintura do muro do Cemitério Municipal São Pedro, localizado na Rua Professor João Cândido, 1114, no Centro.

Eles foram convidados pelos organizadores para grafitar sua arte sob a temática “Natureza da vida e o amor”. Devem participar artistas de Londrina, Maringá, Curitiba, Rolândia, Apucarana, Ponta Grossa, Toledo e de outros estados como São Paulo e Rio de Janeiro. “É um encontro para fazermos arte, onde ela flui naturalmente. Nós todos somos artistas profissionais e nos dedicamos à ela. Esperamos que seja um momento de confraternização e alegria para todos”, disse Carão.

Os artistas de outras cidades ficarão hospedados na Escola Municipal Norman Prochet. Em contrapartida pela cessão do espaço, eles grafitarão gratuitamente uma área da escola que não possui pintura.

De acordo com o superintendente da Acesf, Tio Douglas, a Prefeitura de Londrina está dando toda a estrutura necessária para o desenvolvido das atividades. Para que seja possível a pintura do muro, os servidores públicos municipais já fizeram a pintura de fundo do muro e se for necessário, ainda durante essa semana, outros reparos serão feitos.

“Com a arte no muro do cemitério queremos mostrar que ele não é só um lugar sem vida, mas também pode ser um local moderno que conta várias histórias. Além disso, com o evento mostramos para as crianças, principalmente as da periferia, que o grafite pode proporcionar mudança de vida. Um exemplo é o próprio Carão, que já viajou o mundo através da sua arte. Mês passado ele estava em Paris. O grafite pode apresentar uma história de vida diferente para cada um”, acredita o superintendente da Acesf.

Evento no domingo (27) - Para finalizar os trabalhos, os artistas darão continuidade à pintura no domingo (27). Para isso, a Avenida Rio de Janeiro, no trecho que engloba a Rua Cambará e a Avenida Juscelino Kubitschek (JK) estará fechada das 10h às 18h30.

Toda a comunidade está convidada para participar. Durante o dia, haverá batalha de rimas, apresentação com Dj, dança de rua, música e foodtrucks. As pinturas dos artistas começarão às 10h. Junto com eles, durante a manhã, o DJ Sapão animará os participantes com a ajuda do músico W MC, que organizará a Batalha de Rimas.

Na parte da tarde, a partir das 13h, haverá apresentações da Escola de Circo, das crianças e adolescentes do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas III) e dos alunos do projeto Passos para o Futuro, do União da Vitória. Neste, o artista e grafiteiro Vasco Perez levará cinco estudantes que mostrarão os passos da dança de rua, aprendidas nas aulas de c-Walk. O projeto, mesmo sem patrocínio, foi recentemente finalista do Prêmio Bom Exemplo.

O Encontro de grafiteiros chamado “Mural Cap Style 15 anos” tem apoio da Prefeitura de Londrina, por meio das secretarias municipais de Cultura, Assistência Social e Educação, da Acesf, Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) e Fundação de Esportes de Londrina (FEL). Ao todo, a Prefeitura está dando cerca de 200 sprays para os trabalhos, além da estrutura elétrica e de logística necessária. O evento ainda conta com o patrocínio do Londri Tintas, Imobiliária Abílio Medeiros, Tees Skate e Sinamed.

N.Com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios