Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Edital selecionará projetos que resultarem em materiais digitais comunicativos, como vídeos, podcasts, e-books ou mostras fotográficas digitais

Os interessados em apresentar projetos para a seleção de Bolsa Saberes, Fazeres e Identidades têm até às 18h, da próxima quinta-feira (24), para fazê-lo. As inscrições estão sendo feitas exclusivamente pela internet, no site do Londrina Cultura (clique aqui). O edital de seleção nº 002/2021 trata sobre os projetos independentes que o Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic), da Secretaria Municipal de Cultura, irá financiar.

O objetivo é que os produtores culturais livres e independentes se inscrevam, desde que tenham, no mínimo, 18 anos de idade, sejam brasileiros e domiciliados em Londrina. Os grupos de pessoas não organizados formalmente também podem participar desde que representados por uma pessoa física. Serão concedidas 100 bolsas, de R$ 7 mil cada, para os aprovados, totalizando o montante de R$ 700 mil do edital.

As iniciativas devem desenvolver projetos de estudo, pesquisa e criação voltados para o compartilhamento de fazeres artístico-culturais. Dessa forma, os produtos precisam resultar em materiais digitais comunicativos, que podem ser vídeos, podcasts, e-books ou mostras fotográficas digitais. Serão aceitas as ações nas áreas de artes plásticas, gráficas e de rua, artesanato, cultura popular, circo, dança, música, teatro, fotografia, literatura, mídia, patrimônio cultural e natural, hip hop, infraestrutura cultural, cinema e videografia.

Segundo o assessor da Secretaria Municipal Cultura, Valdir Grandini, com o edital, a pasta quer fazer uma captura dos modos de criar e de produzir a cultura entre os produtores culturais, artistas e técnicos da área da cultura às comunidades. “Você pode ter uma comunidade que queira contar um pouco sobre si, sobre sua história e as relações que se tem com a cidade, assim como os coletivos também podem fazer. Queremos obter produtos virtuais para fazermos um acervo, que depois vai circular pela cidade. A própria Secretaria de Cultura quer organizar uma mostra que chamamos de Minha Casa, Minha Cidade, fazendo uma referência a esse momento de pandemia, em que vivemos mais reclusos em casa, para que todos continuem tendo acesso aos produtos culturais”, disse o assessor da pasta.

Os bolsistas selecionados terão três meses para desenvolverem suas propostas, a contar da assinatura do Termo de Compromisso Cultural.  A intenção é que as iniciativas aprovadas ajudem a promover a difusão da cultura e qualidade de vida da população, dentro das especificações do Programa Londrina Mais Cultura para Todos e de acordo com os objetivos do Fábrica – Rede Popular de Cultura.

No momento, a Prefeitura de Londrina tem vários editais culturais abertos para o financiamento pelo Promic, que somam R$ 2,5 milhões.”Os editais estão abertos na modalidade bolsas, porque dizem respeito à pesquisa e aos estudos em andamento, que se fazem em torno do processo cultural. Então, temos destacado a importância da pesquisa criativa e de como ela é rica, tanto nas questões pedagógicas, quanto na questão de dar forma às coisas e em quanto se revela nesse processo”, finalizou Grandini.

Estão abertos os editais nº 003/2021

Chamamento Público para Seleção de Projetos Independentes de Bolsas para Oficinas Criativas da Fábrica – Rede Popular de Cultura; o nº 002/2021 – Chamamento Público para Seleção de Projetos Independentes de Bolsa Saberes, Fazeres e Identidades; e o nº 001/2021 – Chamamento Público para Seleção de Projetos Independentes de Bolsas de Estudo, Pesquisa e Criação Artística e Cultural. Os interessados em conferi-los podem acessar aqui.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios