Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Usar a arte para expressar o amor materno. Este foi o desafio dado aos membros da Academia de Arte David Wang pelo Espaço CoopConecta – Sicredi União PR/SP, como uma forma de homenagear as mães. E o resultado poderá ser conferido a com a abertura da exposição “Imagem de Amor -  O sentimento de amor materno se expressa pela recriação da própria vida”, ontem, 24. Serão 27 telas pintadas especialmente para esta ocasião em que o artista plástico e mais oito membros de sua academia expressam, de várias formas, o amor de uma mãe por seus filhos ou por suas crias.

 “Cada um desenvolveu sua maneira de representar esse amor, com técnicas variadas. Temos acrílica sobre tela e óleo sobre tela e alguns artistas também usam texturas e apliques, como fio de ouro e tecido”, explica Wang. Ele destaca que todos encararam a proposta do Espaço CoopConecta como um grande desafio, especialmente, pelo tempo em que desenvolveram seus trabalhos. “Cada um produziu mais de duas a quatro telas num prazo recorde”, enaltece.

A sensibilidade dos artistas foi colocada à prova também pelo momento delicado pelo qual passa o país e o mundo, com a pandemia da Covid-19. Alguns dos membros da academia perderam pessoas queridas, inclusive mães, como aconteceu com Cibele Publiesi ,que perdeu a mãe Irondi Pugliesi recentemente, por complicações do coronavírus.

 “Seria difícil para mim, neste momento, representar esse amor por meio de pessoas. Escolhi representar a vida marinha”, diz ela, que também perdeu uma tia e o avô para a doença. “Esta foi a forma que encontrei para prestar minha homenagem às mulheres que aceitaram a nobre missão de ser mães, mulheres que sabem pintar sorrisos e enxugar lágrimas.”  Ela também foi motivada  a representar animais marinhos porque considera que a natureza está pedindo socorro, amor e mais sensibilidade dos humanos.

Laís Tóffoli, arquiteta e artista plástica, preparou telas representando mulheres grávidas. “Meu conceito é ‘água é vida’, tendo como fundo o mar. A água, no meu trabalho, também representa o líquido amniótico”, comenta.

Cada artista levará sua forma de representar a maternidade, mas a inspiração de todos, como destaca David Wang, é o carinho da mãe pelos filhos. As telas ficarão expostas até o dia 18 de junho no Espaço CoopConecta, em Londrina.

Além de homenagear as mamães, a exposição também tem seu lado solidário, com a doação de 10% das vendas dos trabalhos ao Hospital Evangélico de Londrina.

Artistas participantes

David Wang, Carol Wang, Roberta Neme, Célia Morioka,  Leandro Diniz, Laís Toffoli, Josiane Dias, Cibele Pugliesi  e Wanda Rabelo.

Benê Bianchi/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios