Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Usar a arte para expressar o amor materno. Este foi o desafio dado aos membros da Academia de Arte David Wang pelo Espaço CoopConecta – Sicredi União PR/SP, como uma forma de homenagear as mães. E o resultado poderá ser conferido a com a abertura da exposição “Imagem de Amor -  O sentimento de amor materno se expressa pela recriação da própria vida”, ontem, 24. Serão 27 telas pintadas especialmente para esta ocasião em que o artista plástico e mais oito membros de sua academia expressam, de várias formas, o amor de uma mãe por seus filhos ou por suas crias.

 “Cada um desenvolveu sua maneira de representar esse amor, com técnicas variadas. Temos acrílica sobre tela e óleo sobre tela e alguns artistas também usam texturas e apliques, como fio de ouro e tecido”, explica Wang. Ele destaca que todos encararam a proposta do Espaço CoopConecta como um grande desafio, especialmente, pelo tempo em que desenvolveram seus trabalhos. “Cada um produziu mais de duas a quatro telas num prazo recorde”, enaltece.

A sensibilidade dos artistas foi colocada à prova também pelo momento delicado pelo qual passa o país e o mundo, com a pandemia da Covid-19. Alguns dos membros da academia perderam pessoas queridas, inclusive mães, como aconteceu com Cibele Publiesi ,que perdeu a mãe Irondi Pugliesi recentemente, por complicações do coronavírus.

 “Seria difícil para mim, neste momento, representar esse amor por meio de pessoas. Escolhi representar a vida marinha”, diz ela, que também perdeu uma tia e o avô para a doença. “Esta foi a forma que encontrei para prestar minha homenagem às mulheres que aceitaram a nobre missão de ser mães, mulheres que sabem pintar sorrisos e enxugar lágrimas.”  Ela também foi motivada  a representar animais marinhos porque considera que a natureza está pedindo socorro, amor e mais sensibilidade dos humanos.

Laís Tóffoli, arquiteta e artista plástica, preparou telas representando mulheres grávidas. “Meu conceito é ‘água é vida’, tendo como fundo o mar. A água, no meu trabalho, também representa o líquido amniótico”, comenta.

Cada artista levará sua forma de representar a maternidade, mas a inspiração de todos, como destaca David Wang, é o carinho da mãe pelos filhos. As telas ficarão expostas até o dia 18 de junho no Espaço CoopConecta, em Londrina.

Além de homenagear as mamães, a exposição também tem seu lado solidário, com a doação de 10% das vendas dos trabalhos ao Hospital Evangélico de Londrina.

Artistas participantes

David Wang, Carol Wang, Roberta Neme, Célia Morioka,  Leandro Diniz, Laís Toffoli, Josiane Dias, Cibele Pugliesi  e Wanda Rabelo.

Benê Bianchi/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.