Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O espetáculo “Brazil: paraíso da tolerância” foi selecionado para o 32º Festival Internacional de Teatro Universitário de Blumenau (Fitub). A montagem é uma das 12 apresentações que serão exibidas entre 14 e 23 de outubro, no canal da Furb TV.

O espetáculo “Brazil: paraíso da tolerância”, produzido pelo curso de Artes Cênicas da Universidade Estadual de Londrina (UEL), foi selecionado para o 32º Festival Internacional de Teatro Universitário de Blumenau (Fitub). A montagem é uma das 12 apresentações que serão exibidas entre 14 e 23 de outubro, no canal da Furb TV.

Com foco em pesquisa artística universitária, o Festival recebeu a inscrição de 64 montagens de diversas instituições do País. “Ficamos muito felizes em poder representar a UEL num festival desses, onde estarão representantes de diversas universidades brasileiras”, conta a diretora da montagem, Laura Franchi, professora do Departamento de Música e Teatro (MUT) – Ceca. 

Esta é a segunda vez que uma produção da UEL é selecionada para o evento,  promovido desde 1987 pela Universidade Regional de Blumenau  (Furb). A primeira foi em 2004, com o espetáculo “Num quarto vermelho”, dirigido pelo professor Aguinaldo de Souza, também do MUT.

Como diferencial, a peça selecionada este ano é apresentada ao vivo em ambiente virtual, com interação entre os sete atores – cada um em sua própria casa. Laura explica que é neste formato, ao invés de uma gravação, que “Brazil: paraíso da tolerância” será apresentada no 32º Fitub, com data ainda a ser divulgada.

A montagem aborda questões humanitárias sobre refúgio, migração e xenofobia, retratadas no novo contexto da pandemia, com a conexão entre os atores pela tela do computador e do celular. Segundo Laura Franchi, foi um ano e meio de pesquisa e de criação dramatúrgica até a estreia do espetáculo em junho deste ano. 

A apresentação é dos recém-formados no curso de Artes Cênicas Fabricio de Oliveira, Gabriel Goulart, Gabrielly Arcas, Gabriely Beccheri, João Pedro Rodarte, Maicom Neves,  Matheus Mendes e Wilgner Alves, em parceria com o Coletivo Filhos da Pátria. 

Também conta com participação especial do haitiano Marc Donald Jean Baptiste, estudante do Programa de Pós-graduação em Serviço Social e Política Social, que contribuiu para a construção da pesquisa. A direção do espetáculo é da professora Laura Franchi e Douglas Mesquita.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.